CarreiraEngenhariaSustentabilidade

Tinta térmica pode substituir ar condicionado

12
tinat-termica-blog-da-engenharia

(Imagem: Divulgação)

A NASA desenvolveu uma tinta à base de água e microesferas ocas de vidro, capaz de reduzir a temperatura e o consumo de energia dentro das residências. Em alta no mercado internacional, a tinta térmica é a mais barata das soluções utilizadas nas obras de isolamento térmico.

O material pode ser aplicado em qualquer superfície, mas o efeito é intensificado quando é utilizada para revestir os telhados das construções, já que a parte superior recebe maior incidência dos raios solares. Os telhados revestidos com o material reduzem em até 60% o consumo de energia elétrica utilizado para refrigerar casas, prédios, indústrias e estabelecimentos comerciais.

No começo, os cientistas da NASA criaram a tinta térmica para ser aplicada em aeronaves, navios e tubulações, a fim de diminuir o calor dentro destas estruturas. Porém, a solução passou a ser comercializada em lojas de construção nos EUA e rapidamente se popularizou, já que a tinta térmica é mais barata e sustentável do que a espuma de poliuretano, material derivado do petróleo usado na maior parte das obras de isolamento térmico.

De acordo com Walter Crivelente Ferreira, diretor da empresa WC Isolamento Térmico, o revestimento pode até mesmo tomar o lugar do ar condicionado. “Se o local for bem ventilado, a sensação térmica no ambiente interno se torna agradável, sem precisar de ar condicionado”, garante o fornecedor do material.

Mesmo ganhando espaço cada vez maior no mercado, a tinta não é reconhecida para os projetos de revestimento térmico. De acordo com Crivelente, as licitações públicas ainda exigem o poliuretano nas obras. No entanto, as Nações Unidas estão elaborando um regulamento para adotar materiais de revestimento mais sustentáveis, sem data para ser entregue.

O diretor da empresa fornecedora acredita que o brasileiro deve aderir à novidade. “As vendas por aqui ainda vão crescer”, afirmou Crivelente, que leva o serviço para muitas indústrias. A nova tinta tem propriedades semelhantes às convencionais e custa a metade do preço das espumas de poliuretano. O efeito térmico dura cerca de cinco anos e a aplicação pode ser feita pelos proprietários.

tinta-termica-blog-da-engenharia
 

Via

 

Eduardo Cavalcanti
Engenheiro Civil de formação, empresário, e atua em diversos mercados. É aficcionado por tecnologia e está sempre em algum lugar diferente do mundo (sim, viajar está entre seus maiores hobbies). Já teve uma época em que não conseguia dormir sem assistir a um episódio do Netflix. Hoje, com o empreendedorismo pulsando em suas veias, usa praticamente todo o seu tempo livre consumindo conteúdos relacionados à cases de sucesso e ao mercado financeiro.

↪ EUA planejam oferecer Wi-Fi gratuito para todo o país

Previous article

Em cinco anos Argentina poderá ser a maior produtora mundial de gás de xisto

Next article

Você também pode gostar

12 Comentários

  1. Colocar na casa do meu cachorro, tadinho dele aqui em Cuiabá….

  2. vou pintar meu quarto com essa nova tinta, que inclusive ja tem no mercado nacional

  3. Nós já temos aqui no Brasil é só procurar.

  4. Seria ótimo se conseguissem fazer telhas com o principio de pastilha peltier, mas sem usar energia eletrica, somente esquentando com o sol.

  5. Material modesto. Trabalho com um produto não cimentício que proporciona o mesmo, mas com a diferença de suportar de -40º C a 380º C sem perder suas propriedades. Depois de aplicado, não há o porquê repôr a cada 5 anos, pois não se degrada com o tempo, ou seja, material “para a vida toda”!
    Quer saber mais (agindo como vendedor Herbalife), pergunte-me como.

    1. caro Odivan, como funciona o material? tem no mercado nacional?

    2. Odivan, esse material pode ser aplicado em qualquer tipo de telhado? com relação a laje ou forro, qual a interferência no desempenho do material? Saberia me dizer? Obrigado.

  6. O problema, e infelizmente é um problema, no Brasil custará mais caro que as tintas comuns. Por se tratar de novidade no mercado e com uma certa tecnologia aplicada à ela, como sempre de costume cobrar-se-a mais caro por ela. É assim no Brasil.

  7. Em Belém e no Brasil de modo geral essa tinta térmica seria bem vinda!

  8. A tinta é uma ideia inovadora, bastante útil. Mas para quem não quer comprar essa tinta uma boa ideia seria pintar o telhado todo de branco. Com ele todo branco refletiria grande parte dos raios, logo absorveria menos luz e menos calor ( energia) que com o telhado escurecido.

  9. É grande uma inovacão no mercado ,excelente solução.
    Ainda mais por custar metade do preço das espumas de poliuretano, a expectativa é de que essa tinta ganhe a adesão dos brasileiros rapidamente.

    Se me permite, gostaria de compartilhar meu blog pessoal:
    http://www.tulontintas.com.br/produtos/

    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Carreira