CarreiraEngenharia

UnB inaugura estação com tecnologia russa de posicionamento global

0

2013-02-18-1A-300x162A Agência Espacial Brasileira (AEB), a Universidade de Brasília (UnB) e a Agência Espacial Russa (Roscosmos) inauguram na terça-feira, dia 19 de fevereiro, a primeira estação do sistema russo de monitoramento e correção diferenciada fora da Rússia, que integra o Sistema de Navegação Global por Satélite (Glonass).

O evento de inauguração tem a presença prevista de autoridades brasileiras e russas e ocorrerá no prédio do Centro de Processamento de Dados (DPD) do campus Darcy Ribeiro da UnB.

A rede de informações Glonass é parecida com o GPS (sigla para Global Positioning System) e serve para localizar posições na superfície terrestre com o uso de 24 satélites em órbita ao redor da Terra.

De acordo com a UnB, a base russa na universidade beneficiará pesquisas da área aeroespacial, desenvolvidas nos laboratórios de Automação e Robótica (LAB) e de Biomédica da universidade.

“A estação é um importante componente para redução do erro de posicionamento do sistema Glonass na América do Sul”, disse o professor Ícaro dos Santos, coordenador do LAB.

Segundo ele, entre os objetivos para a instalação da base estão contribuir para a operacionalização do sistema Glonass na América do Sul e prover serviços confiáveis de posicionamento e de navegação para essa região do globo e contribuir para os acordos assinados entre a Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Roscosmos, que estabelecem cooperação técnica entre o Brasil e a Rússia no contexto do Glonass.  Além disso, a instalação da base deverá dar suporte para estudos de pesquisa em sistemas de navegação por satélite conduzidas pelos pesquisadores envolvidos no projeto e contribuir na formação de pessoal com expertise técnica em Glonass.

Mais informações neste site.

Via

Eduardo Cavalcanti
Engenheiro Civil de formação, empresário, e atua em diversos mercados. É aficcionado por tecnologia e está sempre em algum lugar diferente do mundo (sim, viajar está entre seus maiores hobbies). Já teve uma época em que não conseguia dormir sem assistir a um episódio do Netflix. Hoje, com o empreendedorismo pulsando em suas veias, usa praticamente todo o seu tempo livre consumindo conteúdos relacionados à cases de sucesso e ao mercado financeiro.

Fernando Grando, engenheiro da Fórmula 1, dá dicas sobre o curso e carreira de Engenharia Mecânica

Previous article

Você sabia que pode mudar o curso de um asteróide que colocará a Terra em risco?

Next article

Você também pode gostar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Carreira