0

Em consequência da semana de prevenção e combate a incêndio que está acontecendo aqui no Blog da Engenharia, decidi trazer a você um guia prático de como usar um extintor de incêndio.  

Afinal, você já se perguntou se realmente saberia usar um extintor caso fosse necessário? E você sabia que para cada tipo de incêndio, existe um tipo específico de extintor? Então, se você quer saber tudo isso e muito mais, continue lendo esse artigo! 

Como começa um incêndio? 

Primeiramente, vamos entrar um pouquinho no mundo da química, para entender como um incêndio começa. Então, de forma resumida, ele começa através de uma combustão, que é a reação química entre um combustível e gás oxigênio. Dessa forma, são necessários três fatores, que são: combustível, comburente e fonte de ignição.  

Continuamente, a elevação de temperatura que é a fonte de ignição, faz com que praticamente qualquer substância possa reagir com o gás oxigênio transformando-se em combustível.  

Classificação dos extintores de incêndio

Falou em apagar incêndio, a primeira coisa que vem à cabeça é água. Porém, não vamos nessa ideia de que a água resolve todo e qualquer tipo de combustão. Primeiramente, existem apenas duas formas de se combater um incêndio, a redução da temperatura e a redução de oxigênio, partindo do princípio que não haja limitação do combustível.  

Então, inicialmente os extintores são classificados com base no produto utilizado para combater o fogo, que são: 

Extintor de água

A água é pressurizada para fora do extintor, em forma de um jato ou neblina.

Extintor de espuma

O incêndio é apagado através de uma espuma mecânica.

Extintor de gases inertes

Gás carbônico e o gás nitrogênio que não alimentam a combustão.

Extintor em pó

Bicarbonato de sódio é utilizado geralmente. 

Classificação das chamas 

Assim como existe classificação de extintores quanto ao material, existe a classificação quanto ao tipo de incêndio. Então, geralmente em ambientes onde se exige ter extintores de incêndio, é realizado um estudo preliminar dos riscos que podem vir a causar uma combustão. Analogamente, através disso é alocado no ambiente o extintor ideal para possíveis incêndios que possam vir a ocorrer.  

Nesse sentido, os extintores são classificados por classes, atrelando o tipo de material do extintor com a origem da chama. 

Classe A

Chamas de origem fibrosa, como madeira e papel, deve-se utilizar extintores de água ou espuma.

Classe B

Incêndio originado de materiais líquidos ou sólidos liquefeitos que são altamente inflamáveis, ou seja, não se deve usar extintores a base de água.

Classe C

Chamas originadas pelos equipamentos elétricos, como motores ou estruturas energizadas, dessa forma, deve-se utilizar extintores a base de pó químico ou de gases. 

Classe D

Incêndio originado por metais pirofóricos, como sódio, magnésio, bário, cálcio potássio, alumínio, zinco, titânio e zircônio. O extintor é carregado com pó químico.

Classe K

Chamas originadas de óleos e gorduras inflamáveis, esse extintor é utilizado em cozinhas industriais e restaurantes. Composto por acetato de potássio, agente líquido aquoso.

Como usar um extintor de incêndio? 

Agora que você já sabe que existem vários tipos de extintores, e sabe para o que serve cada um deles. Então chegou a hora de você aprender a usar um extintor, contudo, segue esse passo a passo: 

  • Primeiramente, verifique o princípio do incêndio, ou seja, o que está pegando fogo. Assim você saberá se o extintor que você tem em mãos será o ideal.  

  • Com o extintor correto, segure-o na posição vertical, por baixo da alavanca do gatilho; 

  • Rompa o lacre, girando-o; 

  • Segure a mangueira do extintor e dirija-a para o fogo, o ideal é apontar para o “pé do fogo”, ou seja, o local onde ele começou; 

  • Aperto o gatilho do extintor até o fim; 

Observando, que mesmo com esse combate prévio, o ideal é acionar o Corpo de Bombeiros e tirar todas as pessoas do local. Lembrando também, que um extintor de incêndio comum possui cerca de 10 segundos de uso, então, caso o extintor já tenha sido utilizado antes, seu uso posterior terá uma capacidade menor. Por isso, é de suma importância que os extintores tenham a manutenção correta e que ele esteja dentro do prazo de validade e tenha o selo do INMETRO. 

extintor de incêndio

Principais componentes de um extintor de incêndio

Segurança em primeiro lugar 

Concluindo esse breve manual sobre extintores de incêndio, você precisa se atentar que se não tiver o extintor ideal para o tipo da chama, não se arrisque em utilizar o que tiver no local. Consequentemente você poderá piorar o incêndio e não cessa-lo. Então, em uma situação dessas, não tente abordar o incêndio, apenas retire as pessoas que estão próximas a chama e acione o Corpo de Bombeiros, pois esses são os profissionais mais qualificados para essa tarefa. 

Em contrapartida, muitos incêndios principalmente domésticos, podem ser resolvidos de forma rápida, porém muitas pessoas não sabem utilizar essa ferramenta. Logo, é muito importante que quando você estiver em um lugar onde existe alto risco de incêndio, já observar onde estão os extintores, as saídas de emergência, e caso você se depare com uma situação dessas, lembre-se das dicas do Blog da Engenharia e corra para a ação! 

Em caso de incêndios, acione o Corpo de Bombeiros da sua região!

Pamela Thaís Licheski
Sou Engenheira Civil, catarinense com 23 anos. Atualmente atuo na área de projetos, mas possuo grande experiência com saneamento, atuei durante três anos em Itapoá com atividades de combate a perdas, supervisão operacional e georreferêciamento. Li recentemente em um livro, que não precisamos ter sucesso para sermos felizes, mas precisamos ser felizes para ter sucesso. Acredito que é a felicidade que impulsiona o sucesso. Então que sejamos felizes no que escolhemos fazer no mundo! Instagram: @pamelathaiss_

Os 5 maiores incêndios da história do Brasil

Previous article

FIREDAY: Workshop de Prevenção e Combate a Incêndio – Gratuito e com Certificado

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas