O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

E eu que me achava inteligente… antes da engenharia

genio
Sim, na época do ensino médio eu manjava muito dos “paranauê”, de matemática, e esse foi um dos maiores motivos decisivos para eu me inscrever nos vestibulares pra engenharia (após quase me matricular em administração de empresas). Achei que fosse chegar na faculdade quebrando tudo e tirando notas altíssimas, e nem pensava em pegar DP.

Pois nem tudo na vida são flores né?. Me lembro até hoje do meu primeiro dia de faculdade: Me sentei na carteira e quando olhei pela primeira vez para o quadro, me senti exatamente assim:

tumblr_inline_ms3h5rNHA41qz4rgp
O que? Como? Quando? Onde? Matemática? O que é isso?
 
Juro, não fazia absolutamente idéia nenhuma das milhares de fórmulas que estavam no quadro, me senti solitário, perdido, arrependido, sei lá… Foi um mix tão grande de sentimentos a única vontade que eu tinha era de sair correndo pra casa hahaha. Eu realmente não sabia nada sobre as coisas que todo estudante de engenharia precisa saber.
Adeus!
Adeus!
Passaram-se algumas semanas e finalmente começaram as provas, e eu não fazia absolutamente nenhuma idéia de como me organizar para tantas provas/trabalhos, afinal eu não tinha muito tempo para me dedicar e também não conhecia essa super técnica. Enfim, já não me sentia mais um Einstein e percebi que não era o único jogado naquele barco, onde quase noventa e sete porcento da sala se sentia da mesma forma que eu, sem saber absolutamente o que fazer para aprender tanta matéria. Era tudo muito novo e a matemática que eu aprendi no ensino médio já tinha ficado bem pra trás. Nesse momento senti que estava completamente ferrado, não conseguia nem abrir os livros pra estudar, pois não entendia absolutamente nada.
abrindo-o-livro
Amanhã eu tento novamente…
Enfim, tomei um grande choque de realidade, pois eu não estava preparado o suficiente pra começar um curso de engenharia level hard, e só uns dois ou três semestres depois eu consegui me integrar do assunto, aprendi a me organizar e descobri que eu não passava de um simples mortal que precisava rever os seus conceitos sobre matemática.

“O mais engraçado era que não existia o melhor da turma, tava todo mundo lascado…

Após essa fase ruim da minha vida acadêmica (o primeiro ano principalmente), minhas notas começaram a melhorar significativamente até que veio meu primeiro DEZ, sim, com letras maiúsculas! Hahaha, foi tipo a melhor sensação que eu poderia sentir naquele momento ímpar da minha vida, dessa vez deu vontade de sair correndo, gritando, pulando, postando no Facebook (só porque eu ainda não tinha Instagram), sei lá, foi insano!
comemorando
Tipo, missão cumprida sabe? “AAAAAAAAH PQP, EU SOU UM GÊNIOOOOOO”, mas missão cumprida mesmo vai ser quando eu finalmente puder pegar o meu CREA!
emoção
 
E você? Como foi o seu “ingressar” na faculdade? Também se achava super inteligente? Se identificou com alguma das passagens aqui citadas? Conta pra nós!
 

Total
0
Shares
77 comentários
  1. Pensei da mesma forma, achando que ia ser a Nerd da sala sem nem me esforçar tanto, como eu era no ensino médio e no curso técnico que havia feito, não precisaria estudar e nem me preocupar com atividades, trabalhos e menos ainda provas, porque no final ia tirar tudo de letra e tranquilamente. Lia e via várias matérias e posts sobre estudantes de engenharia, que não tinham vida social e viviam nos livros, cadernos e estudos, e achava que era exagero, até que começaram os jogos rs rs… O primeiro semestre, simplesmente DESESPERADOR, agora no segundo já na primeira semana de aula, já estou estudando que nem louca, para absorver toda a matéria.

    1. Nossa, faço de suas palavras as minhas. KKKK, conclui o ensino médio e depois o técnico, os dois eu nem estudava para 95% das provas, fazia trabalho nas vésperas… Ai chega a bendita faculdade, na primeira aula de calculo A já tomei um tapa na cara, Física A até que foi mais de boas, sempre gostei e fui bom em Física, ai depois de reprovar 2 vezes em cálculo, levei para o lado pessoal da coisa e “taquei o pau”… Enfim, Engenharia abre os olhos de muitas pessoas, inclusive os meus. Hehe

      1. Pois é, não sendo diferente de todos, só Eu sei o quanto é complicado, mais em fim somos todos capazes de conquistar aquilo que buscamos. Tenhamos Fé, persistência e dedicação. Um Abraço a todos… E boa sorte Aos bacharelados…

  2. Sinto q esse conceito de inteligencia logico-matematica está um tanto ultrapassado, leia-se: de q adianta sermos autistas em matematica e raciocinio logico e sociopatas na convivência em grupo, nao saber se relacionar com as pessoas numa profissão multidisciplinar é indispensável. Há de se valorizar as multiplas inteligencias e assim conseguir delegar e saber receber funções. Digo por conviver com alunos e profissionais que possuem essas carateristicas e por vezes são tidos como arrogantes, e o são pq consideram o saber logico “melhor” do que o saber viver. IMHO!

    1. Corrigir onde se lê: “nao saber se relacionar com as pessoas numa profissão multidisciplinar é…” Leia-se ” “saber se relacionar com as pessoas numa profissão multidisciplinar é…”

      1. O texto se refere às matérias de cálculo que estão concentradas principalmente no início do curso. Claro que existem outras disciplinas, em que o aluno faz trabalhos em grupo, apresentações, etc., sem contar que existe o estágio curricular.

      2. Porque você usou o termo Sociopata?
        Você realmente sabe o que significa esse termo?
        “É um transtorno caracterizado pelo comportamento impulsivo do indivíduo afetado, desprezo por normas sociais, e indiferença aos direitos e sentimentos dos outros.” – Segundo a Wiki, o que está certo.
        Um sociopata geralmente não vê problema numa pessoa matar a outra (ao menos que seja da família, ou tenha um laço muito forte), afinal, somos indiferentes. Enquanto muitas pessoas lamentam a morte de outras que nem conhecem, apenas concordamos com ela, mas dificilmente lamentamos de verdade.
        Do modo que você usou esse termo parece que sociopatas são autistas (esses sim tem dificuldade em se relacionar com pessoas), porém alguns dos maiores Serial Killers do mundo (e apesar de poucos saberem, mas existe diferença entre psicopatas e sociopatas) eram muito desenvoltos e conseguiam aliciar suas vítimas apenas conversando, ou seja, eram muito convincentes.
        O uso desse termo que você usou, sinto muito, mas está bem fora de sentido.

    2. Porque você usou o termo Sociopata?
      Você realmente sabe o que significa esse termo?
      “É um transtorno caracterizado pelo comportamento impulsivo do indivíduo afetado, desprezo por normas sociais, e indiferença aos direitos e sentimentos dos outros.” – Segundo a Wiki, o que está certo.
      Um sociopata geralmente não vê problema numa pessoa matar a outra (ao menos que seja da família, ou tenha um laço muito forte), afinal, somos indiferentes. Enquanto muitas pessoas lamentam a morte de outras que nem conhecem, apenas concordamos com ela, mas dificilmente lamentamos de verdade.
      Do modo que você usou esse termo parece que sociopatas são autistas (esses sim tem dificuldade em se relacionar com pessoas), porém alguns dos maiores Serial Killers do mundo (e apesar de poucos saberem, mas existe diferença entre psicopatas e sociopatas) eram muito desenvoltos e conseguiam aliciar suas vítimas apenas conversando, ou seja, eram muito convincentes.
      O uso desse termo que você usou, sinto muito, mas está bem fora de sentido.

  3. Olá Eduardo, estou acompanhando o blog há pouco tempo e estou achando fantástico. Sou formado em Administração, mais estou mudando de área, vou iniciar em engenharia ano que vem. Sei que vai ser difícil, mais estou preparado psicologicamente para o curso, na questão da organização para os estudos também, porém fico com um pé atrás em relação a matemática, pois sei que vou ficar perdidaço no inicio, vou ter exatamente essas dificuldades iniciais que você relatou (Adm é muito susse quando se fala em números).
    Gostaria de saber como eu posso me preparar para enfrentar essas dificuldades inicias com a matemática? Quais seriam as dicas para quem vai começar o curso de engenharia?

    1. Olá. Eu estou no 7° semestre de Administração (finalzinho do curso, aeeee!!!!!!!) e estou iniciando o curso de Engenharia de Controle Automação. Também estou passando pelo mesmo problema e ta muito dificil acompanhar o curso pelo fato de exigir muito tempo de estudo, principalmente em matérias que mais sentimos mais dificuldade como as exatas e também de estar na época de TCC e estágio obrigatório, dois ítens importantissimos na conclusão do curso. Eu nao sei o q fazer, pois estou prestes a abandonar o curso de engenharia nao pela dificuldade, mas pelo tempo q necessito pra ela.

      1. Francisco,trancar o curso de Eng.Controle de automação.Quando terminar o de Administração tu voltar a cursar.Se eu fosse vc fazia isso,pois é mt estressante cursa engenharia,ainda mais na tua situação que está quase terminado o outro curso e ter que fazer tcc.

    2. Olá! Faço civil,sétima fase,e o que mais vejo é a dificuldade na MATEMATICA BASICA! Falta de compreensão de conceitos simples,sem os quais o pensamento não desenvolve. Saiba trabalhar os números,as propriedades deles e já será um avanço. E o mais importante: na engenharia não existe essa de só assistir a aula,achar que entendeu e ir fazer prova! Vai ser zero na certa! Não deixe também pra estudar no dia anterior! É se dedicar e levar a sério,ai as coisas funcionam!

  4. Caraca, quase todo mundo passa por isso neh cara, quando entramos não temos noção da responsabilidade que é fazer um curso de engenharia, mas depois que você passa do 1º período você vê o quão importante é ficar no final de semana estudando, dar uma revisada na matéria até altas horas, diminuir as saídas e tal mas sabemos que no final tudo da certo. Acho que Dedicação é a palavra chave para o sucesso, aprendi isso no 1º quando tomei pau em uma matéria que me identifiquei pouco e achei que não teria muita importância, haha me ferrei, mas estou dando a volta por cima me matriculei no curso de férias para fazer essa matéria nas férias. Ta valendo o negócio é realizar meu sonho (y).

  5. Achei que fosse só comigo fiz curso técnico e tive um desempenho muito bom durante o curso, resolvi prestar vestibular para engenharia elétrica na UFSC fui aprovado e achei que ia abafar pois tinha experiencia de alguns anos na área mas não foi bem assim, estudava muito e o desempenho era o mesmo como se tivesse estudado pouco.

  6. kkkkkkkkkkkkkkkk, fiquem tranquilos enquanto acham que o problema maior é apenas pegar o CREA. Quando começaram a trabalhar vão ver que tudo que aprendeu na faculdade não é nem 1% do que realmente um Engenheiro deve saber. Como alguns professores diziam: “A tendência é sempre piorar.” Mas não desanimem, porque quando olharem para trás, vão ver que tudo valeu a pena e que hoje fazem a diferença por conta disso. Abraço pessoal.

    1. Julio Cesar, concordo plenamente, principalmente na área estrutural e prevenção de incêndios, que é a área que trabalho. A entrada no mercado de trabalho, é quase igual a entrada na faculdade.

  7. Hahahahahaha imagino eu cursando engenharia civil… Estou no segundo ano do ensino médio mas estou aprendendo conteúdo do 3 ano haha. Acho que passaria a mesma coisa que você passou Eduardo. Conteúdo é totalmente diferente tipo coisas que você nunca viu! É como se você tivesse começando a estudar novamente… Pelo menos eu acho kk

  8. Bom eu não tive essa experiência, apesar de não ter tirado as melhores notas da turma, mas também não necessitei de muitas horas de estudo. Mas por outro lado o excesso de horas em claro me fez perder meu rendimento a partir do 3º ano.
    Estava preparado para a engenharia, e agradeço ao meu professor de matemática no SENAI, pois com ele aprendi e me senti preparado para a engenharia.

  9. Eu to no segundo ano da faculdade cursando engenharia quimíca no meu 1 ano tive a mesma sensaçāo passei pela mesma coisa. Mas graças a Deus tudo esta indo bem aos poucos e meu namorando cursando engenharia civil. Amo esse blog me ajuda muito.Engenharia pra sempre.

  10. Eu me sentia a mesma coisa que você. No primeiro período era tranquilo, mas quando vem Física I e Cálculo I no segundo período, foi inesperado que as abordagens fossem completamente diferentes do que as do Ensino Médio (apesar do conteúdo ser o mesmo), e por muito pouco consegui passar direto em Física I com 7 de média (ou seja, EXATAMENTE NA MÉDIA que eu precisava passar, na primeira prova eu me ferrei, tirei 5, o professor não tinha uma didática boa. Foi a partir daí que comecei a me arriscar sozinho. Fiz 15 exercícios por capítulo para a segunda prova, e sorte que a matéria não era tão difícil quanto parece (Leis de Newton e Conservação de Energia, como amo! _), só com alguns detalhes a mais, e na segunda prova tirei 9, arrebentei! Missão cumprida! Até agora não peguei DP, e o jogo prossegue! =D

  11. No começo achei fácil Física, Matemática.
    Mais depois foi piorando veio o tal de desenho técnico de Autocad que é super difícil, mais fácil na mão mais o professor quer no computador e ai?? o jeito é fazer no PC.
    O livro do Autocad é fininho rsrrsrrsrsrssrsrsrsr
    Depois a maravilhosa química que é causa de calvície e queima de neurônios kkkkkkk
    Sem contar esse tal de Azimute que arde a cabeça.

  12. Nossa , é perfeitamente o que estou passando na faculdade !
    Curso Projetos Mecânicos na Fatec de Sorocaba e achei que iria destruir na faculdade e no fim vi que realmente eu não passo de um simples mortal que ainda não sabe de nada ! ” Sabemos de nada inocentes” hauhauhu

  13. Gostei , eu estou cursando Edificações ,pois achei que eu não estava preparado para enfrentar um curso de engenharia . após a conclusão do curso de edificações começarei o curso tão sonhado e com uma base já do curso anterior .

  14. Hahahhahaha,me identifiquei bastante sobre o assunto!!!!!!até agora estou quebrando a cabeça, estou cursando o segundo período de engenharia mecânica, e o aprendizado em relação aos estudos do primeiro período para o segundo,esta me levando a buscar novas formas de absorver as matérias.

  15. :´(
    a lagrima caí. é exatamente assim que me sinto agora, TUDO, TUDO DA MATEMÁTICA, no entanto toda via provarei da faculdade a penas ano vindouro. 2015!!!

  16. Minha primeira nota foi um 3,6 em física I . Depois do tormento da 1° nota mais baixa de 4,0 da minha vida…melhorei bastante,e hoje regularmente na 7° fase.

  17. Quando vejo esses jovens de hj falando que tiram 9 e pouco de nota, que são bons de matemática mas ruins de humanas, me dá vontade de dar gargalhadas. Falam como se fossem a última bolacha do pacote, seres do Balacobaco… Mas engenharia, como sempre, serve como um verdadeiro tapa na cara, muitos desistem antes de completar o primeiro semestre…

  18. Faço suas palavras as minhas.Acabei de fazer o 1 semestre…e ainda não tirei 10 nas provas rsrs.. E vou ter que ir pro proximo semstre devendo a tal materia de calculo 🙁
    Quando estuda,ensino medio,era genia em matematica.Sabia tudo.Sempre gostei,tanto que fui pra area da exata.Soq eu estou perdida ate hj,pq o ensino medio ficou bem pra tras.Sentoi na carteira e fico totalmente perdida.Não consigo fazer nada!!! 🙁

  19. No meu caso foi diferente
    Entrei na engenharia achando q ia me ferrar, pq todo mundo falava q era impossível. E logo na primeira prova de calculo foi meu primeiro total.
    que venha o terceiro periodo sem nenhuma dp

  20. Quando entrei na faculdade,já tinha uma noção do caminho, porque desde o ensino médio eu vinha pesquisando as ementas do curso de Engenharia Química e procurava aprender algo das matérias mais difíceis. Como estudo em uma faculdade particular isso ajudou muito, uma vez que o primeiro semestre de Cálculo é uma revisão de matemática básica, mas desde de o primeiro dia procurei organizar-me corretamente para evitar atrasos nos trabalhos e nas provas.Até hoje (começarei o quinto período) não encontrei alguma matéria que me passasse sufoco devido ao fato de eu tentar buscar o assunto antecipadamente, antes mesmo de começar as aulas e aprender o básico deste com professores.

  21. O pior para mim, foi começar com a primeira aula sendo de álgebra linear com o professor usando uma indeterminação 0/0 pra provar que 2 == 1. Deixando a sala inteira de boca aberta e acreditando. Na hora em que ele mostrou isso deu vontade de sair correndo e voltar pro jardim de infância. Depois ele mostrou a brincadeira, mas assustou.

  22. Bons professores ajudam muito, vou me formar agora e nunca perdi uma matéria mas acho que isso se deve principalmente a estrutura curricular e aos professores, minha faculdade no primeiro período tem a matéria “matemática para engenharia” e as demais matérias também contribuem, nunca estudei para uma prova, mas também dificilmente deixo de assistir aula…

    1. Que arrogância! Todas as engenharias tem a mesma base de Exatas. Existem muitas pessoas que conseguem absorver o conteúdo com as aulas.

  23. vixi, foi pesado o meu também, DP’s fazem parte… nenhum engenheiro se forma em 5 anos (a não ser engenheiro ”miojo”).
    O que não me faz desistir foi ter ido para o Calculo 3 sem DP dos calculos anteriores, haha.
    BOA SORTE a todos (futuros) engenheiros!

  24. Ai gnt, vou começar engenharia civil semana que vem, isso é pra assustar? Huehue
    E sim, me acho inteligente e ótima em matemática, mas pelo visto, vou me dar mal.

  25. No meu caso foi parecido no começo, entrei nessa de engenharia na primeira semana eu pensei “puta q pariu é muito difícil, é uma matemática e física muito profunda”. Após isso passei a admirar muito quem é formado em engenharia! Então eu me FUDI de 3 a 4 semestres, patinando, passando em 20% das matérias nesses 2 anos. Mas sempre me esforçando, persistindo, reprovando mas estudando. Eu ficava puto que tinha uns(minoria) que passavam em tudo com notão, eu pensava “como esses caras conseguem?”. Depois desses 4 semestres parece que fiquei inteligente de tanto estudar, peguei o macete, e comecei a passar em tudo, mas sempre estudando. Laa pro 6 7 8 período rodei em uma ou outra, mas nao como no início porque eu tava mais burro haha! Depois do 5 semestre o que vinha eu detonava, nao tinha mais medo de nenhuma materia dificil. Mas é isso pessoal, muita dedicação, persistência o cara consegue ficar foda e vencer a engenharia.

    1. cara, vdd seu comentario me ajudou muito, to no 3 periodo todo ferrado, estudei igual um jegue no 1 e 2 e consegui passar sem DP, mais esse semstre ta osso, de 4 provas que jah fiz em 3 jah peguei P3 pq nem um 10 me salva… tava até pensando em jogar tudo de lado ta tenso…

      1. ta embassado, o jeito é dar um jeito de passar na media, inclusive jah tô até pensando em sacrificar uma materia pra passar nas outras pq tem materia que por mais que eu estude eu simplismente não entendo, no caso do que to tendo é Mecanica dos fluidos, tirando essa acho que estudando sem dormir alguns dias da pra passar nas outras haha mais eng é assim mesmo um semstre se da bem o outro se da mal e assim vai, o importante é se formar em pelo menos 5,5 anos

          1. E assim msm, to no 4 perio, graças a Deus sem nehuma dp, mais no inicio foi osso agra jah me acostumei com as aulas dificeis, e to conseguindo passar em tudo

  26. Estou exatamente neste ponto, sei que não vou desistir, pois para mim desistir é mais inalcançável que ir até o fim. Porém, preciso realmente de ajuda e pegar firme nos estudos, e preciso que o dia tenha mais que 24hrs e uma disponibilidade 2x maior, só assim estaria bem!!

  27. Estou cursando o primeiro período de engenharia civil e estou beeem perdida! As pessoas me perguntam se estou gostando e eu digo que sim mas, na verdade, estou super sem rumo! No ensino médio eu era a melhor aluna das turmas em, praticamente, todas as matérias. E hoje eu me sinto a pessoa mais burra da Terra! Não consigo me concentrar para estudar em casa e na faculdade “viajo” muito, sobretudo, em química. Além disso, não durmo direito e acordo muito cedo. E, ao contrário de você, tenho a impressão de que todos sabem muito e eu sou a única que não entende nada! Não sei o que fazer. Não disse isso pra quase ninguém ainda, prefiro assim, as pessoas só sabem dizer que devo estudar mais. Mas isso eu já sei! Só não sei como. Acho que vou levar um “coro” pra aprender, mas o seu texto me conforta. Aliás, incentiva! Obrigada.

  28. Galera, eu tô com uma bateria de nota baixa, 5 fatorial.
    3 em química, 4,5 em cálculo e 5,1 em física.
    Não tô com ânimo nem pra olhar os livros, sério, tô muito pra baixo.
    O pior é todo mundo falar que é normal e que vai piorar, nada que eu já saiba mas NÃO AJUDA NEM UM POUCO.
    Preciso me organizar nos estudos, o que me dizem? HELP! Apertando F1 no teclado e nada.

  29. Nossa meu ainda estou meio perdido no curso de Engenharia de Produção, estudei tanto mais tanto e ontem realizei uma prova nossa mais que prova difícil mesmo tendo estudado tanto era como se não soubesse de nada. mais creio que vou passar estou com fé virando zumbir de tanto estudar . Engenharia e muito difícil por iço que merece ser bem renumerado quando se forma .
    Vamos com fé pessoal tdo ira dar certo pra nos.

  30. Estou aqui à pensar:
    Encaro o 3° semestre ou encerro por aqui? E partiu um curso mais fácil!
    É exatamente como me sinto, perdida, o gênio do ensino médio foi enterrado quando entrei no curso de engenharia.
    Busco ajuda, mas estou sozinha nessa!
    Não encontro tempo, pq 1 hora seria quase nada perto da perdição que me encontrei.
    Mas não quero ser derrotada. Se muitos conseguem porque não eu?

    1. Olá Viviane!
      Li o seu comentário (e todos os outros). Hoje sou formado em eng. elétrica e tenho muito orgulho da minha formação. Enfrentei muitas dificuldades (do mesmo modo que voce) e não me deixei derrotar! A minha dica é ter motivação: no meu caso, sou apaixonado por tecnologia. Saber que como engenheiro eu posso contribuir para o bem estar das pessoas, saber que como engenheiro, faço parte do esforço que um dia levará a humanidade às estrelas e além! Abraços.

  31. No meu caso foi o contrário, eu comecei tirando notas muito boas e por isso achei q era fácil e relaxei, aí comecei a pegar vários exames então vi q tinha q me dedicar mais e consegui levar, peguei só uma DP no 4° ano e acabei de me livrar dela, agora faltam somente 2 semestres

  32. Haha vc me descreveu nesse texto, porém no meu caso ainda não estou cursando Engenharia e sim Construção civil movimento de terra e pavimentação, porém após a conclusão deste curso farei dois anos de engenharia. Bom, meu sonho era fazer engenharia civil e não consegui passar em nenhuma faculdade pública, e sabe aquele sonho de fazer facul pública? pois é, sempre tive e mesmo estudando em escola pública no ensino médio, eu consegui passar na FATEC SP, e me achava o Einstein em física e matemática, até conhecer a Fatec!
    Fatecano é um povo sofrido, pois cada dp, barra as matéria e fode a grade e consequentemente aquela esperança de se formar em 3 anos, vira 3 anos e seis meses e assim vai. A gente brinca, que os cursos da fatec tendem ao infinito (pois a maioria são voltados para a área de engenharia). Foi neste bendito curso que descobri que não sei de nada! haha tive que lutar muito pra passar em cálculo, e me dá medo só de pensar que só estou no meu primeiro ano e que ainda tem muita pedreira pela frente ( Resmort- Resistencia dos materiais 1 e 2). Ou seja toda aquela ilusão de inteligência foi por água a baixo, mas enfim, estamos na luta e essa área é linda e difícil haha cada semestre é uma luta contra as dps, mas isso só nos torna mais fortes e organizados.
    beijão amei o texto

  33. Esta é a frase que nos resume em tudo futuros engenheiros “So sei que nada sei, mais sinto pena da queles que sabem que nada sabem” Socrates. huhuhuhuhuhuhuhu viva a engenharia socorrooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo.

  34. Olá , n sei se aqui seria o lugar adequado mas por ser um blog de engenharia resolvi procurar ajuda aqui. Eu gostaria de cursar engenharia mecânica mas como n alcancei a nota suficiente no último Enem me inscrevi em física , agora possui a chance de fazer engenharia Civil em uma Universidade diferente .
    A dúvida é: até eu conseguir a nota de mudar para mecânica curso física ou engenharia Civil ?
    P.S. as aulas de física ainda n começaram

    1. Eai David, bom iniciei agora no curso de Engenharia Mecânica, na Universidade que estou cursando meus amigos comentaram comigo algumas matérias do curso de Engenharia Civil dai então eu conseguir ver que tem sim algumas matéria que também tem na Eng.Mecanica. pois até porque o primeiro período é só uma “Introdução” como diz meu Professor de calculo kkkk. já do lado do curso de física acho eu que vai ter algo também que tem na Engenharia Mecânica , porem eu optaria por escolher a Engenharia Civil
      Abraços e boa sorte parceiro

  35. Eu era fera em matemática no ensino médio, 10 anos fora na sal a de aula resolvi fazer eng civil , achei q seria facil no meu 1º dia ja fiquei assustado e reprovado no 1º periodo em algebra ,geometria analitica e calculo 1. muito estudos sem tempo de lazer , apenas estudando q as coisas foram ficando cada vez mais facil.

  36. Sou estudante de engenharia, estou no terceiro périodo, preciso de ajuda. Tenho que projetar um canteiro para uma obras de 3050m2, para ser concluida em 18 meses, quantos funcionarios vou precisar?

  37. Super me identifiquei! ! Foi exatamente assim, eu era o crânio da matemática no ensino médio, quando entrei na engenharia, puts foi muito estranho eu não compreendia nada, era tudo muito loko e difícil, agora no 4 semestre as coisas estão melhorando consegui me organizar e as notas estão melhorando! O melhor é se conformar que não sabemos tudo, e que pra fazer engenharia ou tu estuda, ou estuda! Mesmo assim continuo amando o curso!

  38. E BOM SABER QUE NÃO SOU A UNICA QUE SE SENTE ASSIM. MEU SEUS TI LOUCA. NÃO TENHO ANIMO NEM PRA ESTUDAR, NÃO ENTENDO NADA TO DE SP EM UMA MATÉRIA, E NÃO FAÇO IDEIA DE COMO VOU ME SAIR NESSA PRÓXIMA PROVA.

  39. Exatamente igual ao o seu. Me derrubaram do cavalo e foi feio a queda. Mas meu primeiro 10 veio no primeiro semestre em informática aplicada. O primeiro segundo e terceiro. Ainda bem que entendo de muito informática. Sobretudo hardware. Se não nem esses 10 teria tirado. Nas matérias matemática um dia sai.

  40. Primeiros semestres eu só tirava nota alta e estava indo bem no curso mas achava que nao era bem aquele o curso que eu queria fazer. Tranquei por um ano, já estava no 5 Período. Depois desse tempo refletindo decidi voltar a estudar, no 6 Periodo. Foi um choque de realidade tão grande que pela primeira vez em minha vida academica não fui aprovado nos 100 pontos iniciais e so fui aprovado fazendo uma prova suplementar. A disciplina era Resistencia dos materiais e ainda tive de fazer Teoria das Estruturas 2 sem ter feito a Teoria 1. Tinha que focar em duas matéria muito difíceis mas acabei focando somente em uma. Quase fui reprovado mas Engenharia é isso ai mesmo… E dizem que as dificuldades só começam depois de formado. Ainda tenho dúvidas se é essa mesmo a carreira que quero seguir.

  41. NOSSA! EU ME IDENTIFIQUEI MT COM ESSE POST, SOS! Eu tô no primeiro período e só tô me lascando. Me achava A INTELIGENTE na escola. Matemática/física era cmg mesmo. Agora eu descobri que sou A inteligente de taubaté.É lapada por cima de lapada. Já tô vendo que vou reprovar nas 4 principais kkkkkkkk tô rindo mas é de nervoso. Tirei minha primeira nota baixa na vida que foi 1 em cálculo I, e depois veio um ZERÃO em algebra. Até agora eu não tô sabendo lidar com tanta derrota. MAS ENGENHARIA É O MELHOR CURSO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese