BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Inpa inaugura prédio para armazenar material radioativo na Amazônia

Símbolo de radiaçãoO Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) inaugurou  em Manaus, o primeiro prédio da Região Norte para armazenamento de dejetos radioativos. No local, ficarão guardados o material radioativo e os equipamentos emissores de radiação ionizante inerentes à atividade de pesquisa dos laboratórios do instituto.
Segundo o Inpa, o Prédio de Armazenamento para Materiais Radioativos garantirá o confinamento seguro desse tipo de material pelo tempo necessário à proteção do homem e do meio ambiente e será uma ferramenta importante à disposição dos pesquisadores.
Dejetos radioativos são materiais produzidos em hospitais, usinas nucleares e centros de pesquisas e, quando deixam de ter utilidade, não podem ser descartados como lixo comum, mas podem, às vezes, ser reciclados.
A construção do prédio custou R$ 444,1 mil e obedece à legislação e normas nacionais e internacionais, como as normas da própria Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) e da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea). De acordo com o Inpa, o prédio tem uma arquitetura própria, com as paredes em uma espessura específica, cantos arredondados, piso com base diferenciada para não permitir infiltrações e pintura com tintas especiais.
Em nota, o Inpa explica que os laboratórios do instituto passarão a ser denominados, futuramente, de Instalações Radiativas licenciadas pela Cnen e passarão também a ser geradores de dejetos radioativos, que serão embalados adequadamente, conforme o tipo de emissão de cada partícula radioativa, devidamente identificados e encaminhados ao Prédio de Armazenamento para Materiais Radioativos.
O prédio deverá entrar em funcionamento integral no segundo semestre deste ano, porque a aquisição dos equipamentos necessários ainda está em processo de licitação. Quando os dejetos armazenados no local chegarem a um determinado nível de ocupação, serão encaminhados a um depósito autorizado pela Cnen. No Brasil, existem depósitos autorizados no Recife, em São Paulo e no Rio de Janeiro.
Fonte: Agência Brasil
 


+ Texto por Douglas Moura. Estudante de Engenharia Civil, saxofonista amador e programador auto-didata, acredita que pode mudar o mundo um passo de cada vez. Ama jazz, software livre e ciências exatas.


Quer ter seu texto publicado aqui? Nos envie por email para contato@engenharia360.com e se o conteúdo for aprovado nós publicamos!

Total
0
Shares
1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!