BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Manutenção é importante SIM!

As indústrias visam transformar matéria prima em produto acabado através de processos produtivos, de acordo com sua finalidade. Esses processos contam com o funcionamento de uma série de máquinas que podem ser automáticas, manuais, grandes e pequenas. Entretanto, todas elas sofrem efeitos indesejados em decorrência do uso, e caso esse fato não seja gerido de forma correta, acaba causando imprevistos. Esses efeitos podem ser estudados mais a fundo na NBR 5462/1994 e podem ser originados por diversas causas.

Porém, a falta de manutenção e/ou de gerenciamento de manutenção é uma das principais. Isso ocorre porque muitas empresas optam por deixar as máquinas em funcionamento “até onde der”, sem dar a devida atenção ao funcionamento.

Fonte: Pixabay.
 

+Diferentes tipos de manutenção

Existem diversos tipos de manutenção, que são feitos de acordo com a forma, estrutura, influência da máquina no processo produtivo e complexidade. As manutenções preventiva, corretiva e preditiva são as mais conhecidas (isso também depende da região, estado, país).
A manutenção preventiva consiste em reparar máquinas e equipamentos em intervalos de tempo, respeitando os períodos para intervenção. A preditiva é feita através de análises sistemáticas que mostram a situação do equipamento observado, sem tempo determinado. A manutenção corretiva, como o próprio nome diz, faz correções após a falha.
Cada equipamento exige um tipo de manutenção e isso deve ser levado a sério. Além de influenciar no andamento do processo produtivo, a manutenção está relacionada à segurança, pois quem opera máquinas e equipamentos são pessoas, que devem estar protegidas em seu local de trabalho.

Fonte: Pixabay.

+Vantagens

A manutenção é uma forma de visar o bem estar da fábrica, reduzir quebras de equipamentos e acidentes de trabalho. Um bom planejamento do setor de manutenção pode minimizar problemas. O fato de não gerenciar os ativos de forma correta pode acarretar em danos maiores, por exemplo: às vezes a falha do equipamento pode ser pequena, mas se não for reparada de forma rápida, pode causar um transtorno maior e quebrar um equipamento inteiro.
Os planos de manutenção podem ser adotados de acordo com as necessidades da empresa, tamanho, tipo de processo, máquinas… Uma forma de começar a planejar a manutenção é fazer um levantamento das máquinas e equipamentos e estudar sua complexidade e influência. Além disso, as especificações da máquina e vida útil, até mesmo o tempo para manutenção, são informações que podem ser dadas pelo fabricante.

+Manutenção não é despesa

Muitas vezes a manutenção é vista como despesa por se tratar de parada de máquinas para reparos, mas deveria ser tratado como um custo de fabricação, mesmo que indireto. Se uma máquina quebra por falta de reparos a máquina vai parar do mesmo jeito e por um tempo maior, já que é mais difícil lidar com eventos não programados, se for o caso.
Todo cuidado é pouco, e realizar a manutenção corretamente é uma forma de cuidar das máquinas e de quem a opera. Todos os equipamentos devem ser mantidos em ordem e o estoque das peças para reposição deve ser bem controlado para que não haja contratempos.
Aqui os termos máquinas e equipamentos foram utilizados como exemplo, mas manutenção vai além disso, deve ser vista em todo lugar da fábrica. Manutenção faz parte do processo e é muito importante. Quem aí concorda?

Total
0
Shares
1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!