BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

O que faz um Engenheiro(a) Agrícola?

Neste artigo, você vai entender mais sobre a profissão e áreas de atuação do Engenheiro Agrícola.

Dia 27/10 comemoramos o dia do Engenheiro(a) Agrícola, profissional que possui uma visão integrada da cadeia agrícola e que aplica as Ciências Exatas e a Tecnologia à Agricultura, levando em consideração os fatores ambientais, econômicos e sociais.

Neste artigo, você vai entender mais sobre essa linda profissão!

Quando surgiu e como é o mercado de trabalho?

O primeiro curso foi aprovado em 27 de outubro de 1972, na Universidade Federal de Pelotas. Atualmente, possui mais de 39 cursos de Engenharia Agrícola, espalhados por diversas universidades do país.

O mercado de trabalho para o (a) engenheiro (a) agrícola é diverso, pois, compete ao Engenheiro Agrícola, à aplicação de conhecimentos tecnológicos para a solução de problemas relacionados à energia, transporte, sistemas estruturais e equipamentos, nas áreas de solos e águas, construções para fins rurais, eletrificação, máquinas e implementos agrícolas, processamento e armazenamento de produtos agrícolas, controle de poluição em meio rural, avaliação de imóveis, topografia e seus serviços afins e correlatos como autoriza a Resolução n° 256, de 27 de maio de 1978.

Engenheiro Agrícola

Fonte: Organic News

Áreas de atuação da Engenheira Agrícola

Tradicionalmente, o profissional atua em cinco grande áreas: engenharia de águas e solos, engenharia de processamento agroindustrial, construções rurais e ambiência, máquinas e equipamentos agrícolas e energização rural.

Após esse cinquenta anos, o profissional de engenharia para fins rurais também deve dominar ciência de dados, geotecnologias e eletrônica, além de sustentabilidade.

A engenharia de águas e solos, além de uma área tradicional, é uma área de grande demanda de profissionais para projetos e execução de irrigação, drenagem, estradas não pavimentadas, barragens de terra, hidráulica agrícola entre outras atividades.

Na Engenharia de processamento agroindústria, atua na a industrialização, armazenamento e transporte adequado de produtos agrícolas, além de projetos e execução de agroindústrias de produtos de origem animal ou vegetal, projeto e dimensionamento de equipamentos para processamentos, projeto e dimensionamento de silos e armazéns, perícias em colapso de silos, projetos de aeração, secagem, beneficiamento, entre outros.

Na área de Construções rurais e ambiência, atua com projetos e execução de obras com dimensionamento visado ao produto agrícola e animal com visão para a eficiência energética dos mesmos. Como por exemplo: base de silos, moegas, estruturas de aço e madeira. Dimensionamento de ambiência animal e vegetal mais adequada e eficiente, além de gerenciamento de projetos e orçamentos e execução de obras no meio rural.

Em Máquinas e mecanização rural é o mais tradicional e que mais demanda profissionais habilitados principalmente com a união da agricultura digital, atuando desde o projeto ou adequação de um equipamento até sua venda técnica, bem como no dimensionamento e gerenciamento de frotas, gestão e manutenção de máquinas e equipamentos, gerenciamento de dados e da gestão agropecuária através da agricultura digital.

Com Energização rural, é comum encontrar colegas trabalhando com cálculo de demanda e distribuição elétrica na propriedade ou agroindústria, dimensionamento de alimentadores, contato com concessionárias de eletrificação rural, proteção contra descargas atmosféricas, máquinas e motores elétricos, Servidões de passagem, e outras atividades correlatas.

Na áreas de geotecnologias podemos citar o levantamento planialtimétrico, geoprocessamento, sistematização, sensoriamento remoto, e estudos técnicos envolvendo esta área.

Em questões ambientais, o engenheiro pode atuar em projeto e controle de dejetos e efluentes, gestão ambiental, biocombustíveis, gaseificadores, biodigestores, mercado de carbono, energia verde, dentre outros oportunidades.

Definitivamente é um profissional atuante com várias oportunidades no seu mercado e com perfil demandado com e ajustado com a realidade e com o futuro da agricultura no país.

Parabéns a todos os colegas de profissão!

27 de Outubro, Dia do Engenheiro Agrícola!

Artigo escrito pelo Engenheiro Agrícola: @robsonschneider.eng
Colaboração ABEAG Nacional: @abeag_nacional e @gizelegadotti

Recomento ler também o artigo: Perícia Judicial na Engenharia

Total
1
Shares
1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!