Categorias

Como atentar a tarifas indevidas ao agendar uma viagem online

Os últimos anos não foram leves para a indústria do turismo. A emergência sanitária da pandemia de 2020 gerou uma instabilidade histórica, que quebrou muitas empresas, levou milhares de empreendedores a mudar de ramo e reorganizou sociedades de grandes grupos de hotelaria e transporte aéreo e rodoviário

Atualmente, o setor turístico ensaia uma retomada de atividade no mundo inteiro. Porém, diversas tarifas escondidas e novidades não muito éticas ou justificáveis que prejudicam o consumidor são implantadas dia a dia. 

Em parte, esses são artifícios usados por empresas para aumentarem suas margens: no atual contexto, a demanda por viagens aumenta, mas os obstáculos de inflação alta e baixo crescimento econômico são sensíveis sobre o poder de compra e as escolhas de consumidores em todo o mundo.

Neste artigo, analisamos como tarifas escondidas e outros entraves custosos a viajantes se apresentam. Como veremos, embora alguns desses valores adicionais sejam impositivos, outros podem ser evitados com medidas individuais.

Artifícios da compra online

Os “caça-níqueis” mais comuns do comércio eletrônico são frequentemente encontrados em páginas de empresas turísticas e de comparadores de preço que permitem fazer compras. São as práticas de variar os preços exibidos pelos serviços de acordo com o dispositivo, os dados de navegação ou a localização dos consumidores.

Os sites usam rastreadores para determinar um padrão de navegação, gastos passados com compras, tipo de dispositivo usado para acessar ofertas e localização para propor preços. Assim, a maneira de se contrapor a essa prática é “confundir” ou bloquear os rastreadores.

Nesse sentido, na hora da compra, usar uma VPN pode ajudar a garantir preços reduzidos. Essa tecnologia permite embaralhar a geolocalização de navegação, além de torná-la anônima e mais segura. Logicamente, as empresas encaram esse tipo de manobra negativamente. Muitas delas bloqueiam VPNs para evitá-las. Entretanto, o uso de VPN é legal na maioria dos países do mundo e estimulado também por muitos especialistas em ciber-segurança.

Outra medida para evitar rastreamento é a limpeza periódica de cache e histórico do navegador. Assim, evita-se que uma empresa trace um perfil de consumidor e tente direcionar certas ofertas e preços de modo personalizado.

Taxas de escolha de assento e bagagem

Entre empresas aéreas, a tarifação sobre opções que normalmente seriam cobertas por custos comuns é a mais frequente. Os custos são crescentes para passageiros que optam por levar bagagem na cabine do avião, que querem embarcar de maneira antecipada e escolher assentos, por exemplo.

Todos esses pequenos atos agora implicam custos adicionais em algumas companhias. Em regra, quanto mais barato for o voo em si, mais tarifas supérfluas serão aplicadas. Por isso, a melhor maneira de evitar gastar com “bobagens” numa viagem de avião é esclarecer quais exatamente são as tarifas que uma empresa aplica antes de contratar seus serviços.

Logicamente, essa é uma margem limitada de ação. Alguns trechos de voo têm oferta bastante restrita de companhias, o que diminui a margem de escolher entre uma empresa ou outra. Além disso, famílias tenderão a ter uma experiência ruim se decidirem não escolher assentos e acabarem separadas num voo. 

Amenidades em hospedagem

No ramo hoteleiro, as tarifas indevidas geralmente chamam atenção depois da compra online: achamos o serviço por um preço numa busca online, por exemplo, mas ele cresce “misteriosamente” quando chega o momento da conclusão da compra. As tarifas adicionadas podem ser vistas ao clicar nos detalhes da compra.

Embora haja custos corriqueiros, uma prática crescente é a cobrança por amenidades locais como uso de uma academia ou do Wi-Fi. Em alguns casos, a quantia corresponde a uma porcentagem alta do valor geral da hospedagem, beirando os 10% do valor do quarto.

Essa prática pouco transparente com o consumidor é mais comum em sites de comparação de preços, agências e terceiros. Assim, visitar diretamente a página de um hotel provavelmente revelará menos tarifas escondidas. Sites como o ResortFeeChecker (útil para viagens internacionais e ainda um tanto limitado para viagens no Brasil) também permitem visualizar quais opções de hospedagem embutem taxas. 

Postagens Relacionadas
black and brown chairs and tables
consulte Mais informação

Dassault Systèmes anuncia novidades em sua estrutura de gestão!

- Dassault Systèmes prepara seu futuro com continuidade na liderança e combina talentos de várias gerações - Pascal Daloz se concentrará em sua missão de Diretor de Operações (Chief Operating Officer), cargo que ocupa desde 2020 - Rouven Bergmann é nomeado Vice-Presidente Executivo e Diretor Financeiro (Chief Financial Officer)