Branded Channel | ExemploCursos de EngenhariaEngenharia de Energia

Engenharia de Energia: tudo o que você precisa saber

0

O curso de Engenharia de Energia é um curso recente no Brasil, sendo ofertado pela primeira vez em 2003 pela UERGS (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul). Por não ser tão estabelecido como os tradicionais, várias dúvidas pairam sobre ele.

Não só vestibulandos, mas também profissionais de outras áreas acabam não tendo uma noção clara do que faz o Engenheiro de Energia.

Buscando sanar tais dúvidas, aqui vão algumas informações sobre a Engenharia de Energia.

O que é Engenharia de Energia ?

engenharia de energia

O bacharelado em Engenharia de Energia é um curso de ensino superior com duração de 5 anos, no qual aborda nos primeiros anos do curso os conhecimentos básicos das engenharias como Matemática, Física, Química e Programação.

A partir daí tem disciplinas mais específicas, buscando aplicar tais fundamentos em problemas relacionados à energia.

No âmbito das disciplinas específicas, dependendo da região do Brasil, o curso apresenta ênfases distintas. Porém, temas como fontes renováveis e não-renováveis de energia, conversão de energia e eficiência energética, são comuns a todos.

Usina de energia icons collection | Vetor Grátis

De modo geral, os assuntos estudados envolvem a área mecânica, química e elétrica. Exemplos de disciplinas mais específicas que compõem a grade curricular são: termodinâmica, mecânica dos fluidos, energia eólica, energia solar, energia nuclear, biomassa e biocombustíveis, circuitos elétricos, análise de sistemas de potência, entre outras.

Dentro desse contexto, o bacharelado em Engenharia de Energia permite que o aluno domine temas relevantes em cada uma das quatro áreas dentro do setor elétrico: geração, transmissão, distribuição e consumo.

engenharia de energia

O que faz um Engenheiro de Energia ?

Segundo o CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia), algumas das atribuições que competem ao Engenheiro de Energia são o desempenho das atividades relacionadas a geração e conversão de energia, gestão de recursos energéticos e eficiência energética.

Assim como o desenvolvimento e aplicação de tecnologias envolvidas nos processos de transformação, conversão e armazenamento de energia.

Vale mencionar que todas as atividades desenvolvidas pelo Engenheiro de Energia são realizadas de forma a minimizar os impactos ambientais, buscando utilizar fontes energéticas mais limpas, e sempre preocupado com a eficiência energética dos processos.

engenharia de energia

Dado esse cenário, as atividades do Engenheiro de Energia exercem um papel fundamental no desenvolvimento econômico do país, uma vez que tal desenvolvimento é diretamente dependente da oferta de energia.

Além disso, a preocupaçao ambiental permite que o país se desenvolva de maneira sustentável, obedecendo os acordos internacionais de proteção ambiental.

O mercado de trabalho para o Engenheiro de Energia é bastante diversificado. Como o profissional pode estar envolvido nas mais diversas áreas do setor energético, ele pode atuar em vários locais.

profissional

Exemplos desses locais são empresas de energia (geradoras, transmissoras, distribuidoras, comercializadoras), setor público (sendo responsável por políticas públicas na área de energa), prestando consultoria para pessoas e empresas, entre outros.

Vale mencionar que nos últimos anos, com o aumento no uso de fontes renováveis de energia, especialmente energia solar e eólica, a demanda por Engenheiros de Energia especializados nessas fontes vem crescendo cada vez mais, sendo uma das áreas de atuação mais comuns atualmente.

engenharia de energia

Qual a diferença entre Engenharia de Energia e Engenharia Elétrica ?

Essa é uma pergunta bastante frequente. De forma sucinta, a diferença entre elas se dá pelo fato de que a Engenharia de Energia não trabalha apenas com a energia elétrica, mas também com outras formas de energia.

Um Sistema de Gestão Energética, competência na qual a Engenharia de Energia possui, permite compreender desde os processos de conversão energética convencionais, como também a compreensão dos mercados de energia e os processos de melhoria em eficiência energética, uma vez que ela trata de todas as formas de energia envolvidas num sistema.

Are energy efficiency standards too complicated?

É interessante dizer que algumas empresas ainda não conhecem o perfil do Engenheiro de Energia, e por isso não oferecem vagas voltadas para tais profissionais.

Contudo, essa realidade vem sendo modificada rapidamente, com a inserção cada vez maior de Engenheiros de Energia no mercado, fazendo com que empresas como o ONS (Operador Nacional do Sistema), por exemplo, abram vagas de Trainee nas quais concorrem Engenheiros Eletricistas e Engenheiros de Energia.

Um profissional formado em Engenharia de Energia possui, além dos conhecimentos necessários de mecânica dos fluidos, termodinâmica, circuitos elétricos e outros saberes essenciais, a capacidade de gerenciar fontes renováveis de energia como Biomassa, Eólica, Solar e PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas), com o intuito de gerar eletricidade, e também produzir biocombustíveis destinados ao setor de transportes e o setor industrial.

Perspectivas de mercado para Engenheiros de Energia nos próximos anos

mercado de energia

Embora o ano de 2020 esteja sendo bastante desafiador para a economia, com queda na demanda por eletricidade, o setor energético, estratégico para o desenvolvimento econômico, em especial as fontes renováveis de energia, irão exercer um papel importante na retomada da economia após a pandemia de Covid-19.

Muitos especialistas esperam que os investimentos em tais fontes devem se manter, e que a agenda de descarbonização continuará sendo uma prioridade para as empresas.

Logo, o mercado de trabalho mostra-se bastante promissor para os profissionais da área nos próximos anos.

Charles Pereira
Engenheiro de Energia formado pela Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente no último semestre do mestrado em Avaliação de Recurso Eólico pelo Programa de Pós Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares (PROTEN-UFPE). Desde 2016, faz pesquisa no Centro de Energias Renováveis (CER-UFPE) envolvendo Avaliação de Recurso Eólico e Previsão de Geração Eólica. Durante a graduação, participou de intercâmbio na Ohio University, na qual cursou dois semestres. Participou ainda de pesquisa de curta duração sobre Qualidade do Ar e Sustentabilidade na University of New Orleans. Pernambucano, ama viajar, praticar Mountain bike, tocar as mesmas músicas no violão e ler histórias em quadrinhos.

    Anseios dos profissionais da engenharia de materiais – Parte 2

    Previous article

    Carros elétricos: Quão próximo estamos?

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *