BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Carro voador surpreendentemente plausível completou seus testes de voo

Sempre pensei que carros voadores eram iguais aos videofones, um conceito demonstrado desde a metade do século passado, mas nunca produzido por alguém. Mas depois eu descobri que uso um videofone o tempo todo no meu computador, e de repente os carros voadores não pareceram tão impossíveis. Principalmente com novos projetos como o holandês Pal-V, que acabou de completar seus primeiros testes de voo.

Não é o tipo de carro voador que você viu em De Volta Para o Futuro, nem aqueles conceitos com asas fixas. O Pal-V é um carro que se transforma em girocóptero. Um girocóptero usa um rotor não motorizado para gerar sustentação. Ele precisa de pouco espaço para pousar ou decolar e, em caso de perda de potência, é possível fazer um pouso gradual e controlado, já que o rotor não é motorizado.

Em solo o Pal-V lembra o conceito F300 Life Jet da Mercedes-Benz do final dos anos 90: pequeno e estreito, com lugares em posição tandem que inclina nas curvas. Ao contrário dos vários conceitos de carro voador anteriores, não há uma asa desajeitada para largar em um aeroporto ou carregar durante a rodagem em solo: o rotor simplesmente se dobra e encaixa atrás do carro, bem como o propulsor.

Embora isso seja sem dúvida impressionante, e a tecnologia seja bem planejada, é difícil não ficar com a impressão de que já trilhamos (ou voamos) este caminho antes. Os carros voadores finalmente chegaram a esse ponto, mas aí começamos a pensar na quantidade de pessoas voando por aí – as mesmas pessoas que você vê dirigindo por aí – e isso cai como um balde de água fria. Mas o Pal-V voa muito abaixo dos voos comerciais, e a segurança de seu sistema não motorizado faz uma grande diferença.
Via Jalopnik
 

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!