O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Dia de Campo: O que não fazer como um profissional do Agro!

Dia de campo, exposições e feiras demandam muito trabalho e são desafiadores para muitos profissionais, principalmente para os iniciantes, assim como eu sou. Não venho aqui passar uma formula que irá te salvar, uma dica milagrosa. Não tenho anos de experiências, porém a pouca que tenho consigo dividir algo real que pude presenciar, e que talvez lhe ajude futuramente, assim como serviu de aprendizado para mim.

Bem, quero compartilhar algo que ocorreu comigo, para você que lida com vendas ou público. Muitos são os desafios que esses tipos de empregos demandam, como por exemplo lidar com pessoas e talvez seja essa, uma das maiores dificuldades atuais dos profissionais.

Há poucos dias estava fazendo um curso para iniciantes em vendas (posteriormente vou fazer outros mais a fundo para saber um pouco mais sobre essa parte e me familiarizar mais) para ter certa noção sobre essa ramo.  E nesse curso, ouvi o seguinte:

“… quanto mais técnico você conseguir falar para o cliente sobre seu produto melhor!”.

Trecho citado em um treinamento de vendas.
Eu não concordo com esta afirmação, afinal quem é seu cliente? Irei aqui, usar uma experiência que tive para justificar essa minha recusa em aceitar o que ouvi.

Ouvindo esta frase, logo me veio à lembrança de um dia de campo demonstrativo de tecnologia da região. Foi então no momento do cadastro que foi formado um grupo composto por eu, um colega de graduação e mais quatro agricultores. Formado o grupo, éramos direcionados para stands das tecnologias das empresas parceiras, desde grande até pequenas empresas de tecnologia agrícola estavam presentes nesse evento. Ou seja, uma baita oportunidade para ser visto e lembrado por muitos.

Dia de Campo,
Fonte: Autor, Jan 2022.

Já se falava na época sobre a crise dos Fertilizantes Minerais, e eu tinha certa expectativa sobre as tecnologias de adubação e sobre uma praga que assolava a região, creio que os demais também tinham isso em mente.

Pois bem, ao chegar ao stand de uma empresa X, o profissional se apresentou sobre ureia de liberação lenta, que possuía uma camada protetora que reduzia a perda do nutriente por erosão e gerava uma liberação mais lenta, assim gerando redução de custo na reposição por perdas.

Mas, ele falou de forma tão técnica, que eu e meu colega de graduação não conseguimos compreender a tecnologia e muito menos o alvo principal da empresa, os agricultores. Os agricultores não são “Colonos” são empresários do ramo agrícola, não tem uma fazenda, ele tem uma empresa, sua família são seus sócios, é assim que temos que pensar.

Assim, após sairmos do stand e ao irmos em direção ao próximo, um agricultor olhava para o outro e falavam “ele falou, falou e não disse nada!” outros “não entendi nada que ele falou”, na hora me veio um aprendizado, como futuro profissional, falar a mesma língua do meu público!

Afinal, adiantou falar o mais técnico o possível? Não!

Aprendi neste dia que devemos falar da forma que o público que vamos ter seja, na empresa, na visita técnica, no escritório ou em um dia de campo, possa compreender o benefício do que se está vendendo/mostrando.

Com simples perguntas ele poderia mudar a forma de falar, como por exemplo, “tem algum agricultor no grupo?” ou “tem algum estudante ou técnico no grupo?”, assim dominando e direcionando melhor a linha tênue entre explicação técnica e informal.

Hoje, em meu estágio tenho contato todos os dias com produtores rurais, em um setor de tributação, ou seja, muito já vêm com estresse, dúvidas e medos, e devemos nós, profissionais nos readaptarmos a forma de falar em cada situação, para não sermos mal compreendidos, ou incompreendidos como foi à experiência que presenciei.

Então, espero que isso lhe ajude de alguma forma, pois sei dos desafios que são enfrentados ao lidar com pessoas. E sobre a frase que eu ouvi e não concordei no curso de vendas, que citei anteriormente, acho que o correto seria: “…quanto mais técnico você conseguir falar melhor! Para ter segurança caso precise ir mais afundo e para adquirir conhecimento e ter mais propriedade sobre o produto. Mas, adapte a forma de falar conforme o grupo, para que atinja o maior número de pessoas”.

Espero que isso lhe ajude futuramente, seja qual for sua área de atuação! Principalmente se você for atuar em um Dia de Campo!

Fonte: Autor, Jan 2022.

Leia aqui, mais sobre SOFTSKILLS!

Total
2
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese