O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias
porta avioes

Energia nuclear: Navios podem ficar até 25 anos sem reabastecer

A propulsão de navios através da energia nuclear é sobretudo um mecanismo complexo e de alto risco. Mesmo possuindo eventuais acidentes em sua história, quais são os fatores que justificam a utilização desta fonte de energia?

Atualmente, devido o aumento constante de pesquisas, testes e normatização sobre a utilização de energia nuclear, o processo de implementação de um reator atômico em uma embarcação se tornou conhecido e altamente controlado. Acima de tudo, esta aplicação exige o seguimento das mais rigorosas normas, padronizações, agendas de manutenção. Assim como a obrigatoriedade de treinamentos contínuos, para que os tripulantes do navio sejam capazes de contornar qualquer imprevisto.

Este controle de processo e preparação da tripulação, permite que a implementação de uma planta de energia nuclear em uma embarcação possa ocorrer de forma segura.

VANTAGENS IMPLACÁVEIS

A utilização de propulsão nuclear pode conferir ao navio a capacidade ilimitada de navegação por até 25 anos sem reabastecer. Isso proporciona que navios porta-aviões, por exemplo, utilizem o volume de seus tanques para disponibilizar mais combustíveis para as aeronaves que aterrissarão em seu deck principal.

Igualmente vantajoso, quando tratamos de submarinos, além de permitir que sua propulsão seja totalmente independente do ar, a propulsão nuclear proporciona até o dobro de potência propulsiva disponível, quando comparado à submarinos convencionais.

De forma adicional às vantagens citadas acima, a geração de energia através de reatores atômicos é considerada uma energia limpa, sem emissão de poluentes na atmosfera como dióxido de carbono, óxidos de enxofre, nitrogênio ou dióxido de carbono e/ou outras partículas.

COMO ESTE PROCESSO FUNCIONA?

De maneira simplificada, um reator atômico controla a energia nuclear liberada em uma fissão*. O calor liberado nesta reação é utilizada para aquecer água a uma temperatura entre 200 e 300°C, fazendo com que água evapore. O vapor de água gerado é direcionado a uma turbina que gera energia ao rotacional.

Veja na figura abaixo como este fluxo funciona.

energia nuclear

*Fissão nuclear é o nome dado ao processo á desintegração de um núcleo em núcleos menores, liberando energia. Normalmente este núcleo é Urânio 235 ou Plutônio 239.

POR QUE A ENERGIA NUCLEAR NÃO É UTILIZADA EM TODAS AS EMBARCAÇÕES?

Se a energia nuclear é capaz de prover uma grande autonomia, independência de grandes tanques de combustível e ser uma energia limpa, por que não é utilizada em todas as embarcações?

Apesar das grandes vantagens apresentadas pela utilização de energia nuclear, temos em contrapartida o alto custo. O custo está relacionado com de investimento para o desenvolvimento do projeto, a construção e a tecnologia de uma embarcação deste tipo. Justificando o investimento apenas para embarcações que precisam permanecer no oceano por longos períodos sem reabastecer, como embarcações militares por exemplo. Bem como submarinos, porta aviões e até mesmo navios com propósito específico.

Você sabia?

Uma das embarcações de propósito especifico que utiliza propulsão nuclear é o quebra-gelo 50 Let Pobedy. Confira mais informações sobre navios quebra gelo no artigo Como um navio é capaz de quebrar gelo?

Total
2
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese