BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Brasil desenvolve sua primeira telha de concreto que capta energia solar

O Brasil acaba de avançar um pouco mais na sustentabilidade! A primeira telha de concreto brasileira, que capta e transforma luz solar em energia elétrica, começou a ser comercializada, após três anos de testes.

Neste primeiro momento, as telhas foram vendidas apenas para clientes da Eternit selecionados no estado de São Paulo e próximos à unidade fabril, em Atibaia. A seleção foi feita pela equipe técnica e comercial do fabricante.

Queremos democratizar o acesso à energia elétrica originada a partir de fontes renováveis no Brasil, através de uma tecnologia revolucionária que pode gerar retornos sobre o investimento em um período de 3 a 5 anos, disse o presidente do Grupo Eternit, Luís Augusto Barbosa.

telha de concreto

As telhas medem 36,5 cm por 47,5 cm e são compostas de concreto, com a incorporação de células fotovoltaicas em sua superfície. Isso garante a produção de energia elétrica sem a necessidade de painéis adicionais.

O que existe hoje em larga escala são placas fotovoltaicas cujos modelos precisam ser instalados em cima dos telhados. No caso da Tégula Solar, elas são aplicadas diretamente no concreto respeitando o formato em curvas das telhas, explica Luís.

O produto já passou pela avaliação do Inmetro e, segundo o fabricante, a comercialização geral deve começar em breve.

É um produto de fácil instalação e que não interfere na arquitetura das construções, com peso e estrutura semelhantes ao das telhas convencionais, mas que agrega valor ao telhado, além de oferecer proteção, conforto térmico e acústico, concluiu Luís.

Com informações de Meio Norte

Continue acompanhando mais conteúdo como este aqui no blog da Engenharia. No menu eventos, você encontrará abas sobre os eventos do ano e neles todo conteúdo específico sobre um certo tema, como prevenção de combate a incêndios (Fireday), Também para graduandos, mestrandos, recém formados e outros na aba sob pressão e uma aba exclusiva para Acessibilidade. Confira mais em nosso Instagram @blogdaengenharia.

USP- 1000hrs de aula complementar. 

Total
0
Shares
2 comentários
  1. Energia solar não é coisa do futuro, é coisa do presente!
    Devemos sim investir em tecnologias e novas aplicações: telhados, vias, taludes, lagos e outros. Estudar os impactos e analisar a viabilidade! Devemos trabalhar de forma sustentável e para isso as pesquisas são fundamentais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!