O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Cinco livros para quem deseja entender mais sobre análise de acidentes

Já vimos que uma análise de acidentes não se deve limitar àquelas causas imediatas, diretas, que levaram ao acidente, mas sim aprofundar para chegar à rede de causas que, quando alteradas, diminuem efetivamente as chances de se ocorrer um evento similar.

Com base nisso, separo aqui 5 livros que relatam de acidentes de trabalho e, que no decorrer de suas histórias, podemos claramente identificar uma série de fatores, inclusive organizacionais, que levaram aos acidentes.

Livros

Escrito por Auditores-Fiscais do Trabalho, esse livro apresenta 35 casos de acidentes fatais analisados pela Seção de Saúde e Segurança do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio Grande do Sul-RS. Essa impecável obra, disponível gratuitamente aqui, tem sua descrição resumida em um brilhante texto:

“Ao assumirmos a tarefa de contar as histórias que se escondem por trás das estatísticas, buscamos expor à sociedade a nossa experiência, dando testemunho do que vimos, ouvimos e consolidamos nos relatórios de acidentes fatais. Em alguns casos, verificamos flagrantes descumprimentos das normas, que beiravam à negligência criminosa. Em outros, um amortecimento da percepção dos riscos, refletindo a banalidade com que a vida do trabalhador é tratada.

De um modo geral, constatamos que os processos de trabalho e suas formas de organização são os fatores preponderantes na gênese dos acidentes. No cenário dos acidentes, as primeiras informações que obtivemos, contadas pelos empregadores ou seus prepostos, quase sempre revelam uma tentativa apressada de transferir a responsabilidade para a própria vítima. Essa versão distorcida pode infiltrar-se na sociedade, onde os acidentados são apresentados como negligentes, descuidados ou desatentos. O trabalhador não está mais presente para que o contraponto seja apresentado, entretanto, dos relatórios da SEGUR/RS se extrai uma realidade diferente: redes de relações causais, cujas origens repousam principalmente em decisões ou omissões das organizações que contribuíram para a geração desses infortúnios.


Esse livro mostra a história da instalação de uma planta de fabricação de produto defensivo agrícola em Bhopal, na Índia. Além das questões sociais, de todo o impacto, tanto da construção de uma fábrica em um local remoto, quanto do terrível acidente ocorrido; aborda também temas técnicos que levaram à tragédia.


Uma das fontes para a série de TV aborda o desastre nuclear sob a ótica de várias pessoas que se envolveram com a tragédia. O interessante da leitura desse livro é que estamos ouvindo a voz do trabalhador, que vem composta também de todo o aspecto pessoal e social que eles percebiam.

Eu, particularmente, tive a sorte de ter lido esse livro antes e depois de ter assistido à série de TV e a contextualização que a imagem trouxe nos dá outras sensações ao reler essa obra.


O autor Brasileiro relata esse acidente ocorrido em um réveillon nos anos 80 no Rio de Janeiro. Além de abordar os fatores imediatos, dos motivos que fizeram a embarcação afundar e causar uma série de fatalidades, mostra também todos os eventos anteriores que proporcionaram ocorrer o acidente.


Organizado por dois expoentes da ciência de análise de acidentes, esse livro é uma referência técnica ao mostrar como os fatores organizacionais estão intrinsecamente relacionados à ocorrência de acidentes de trabalho. Para quem trabalha na indústria e com sistemas complexos de organização, a leitura se torna um divisor de águas no entendimento dessa relação e, principalmente, no papel do Engenheiro nesse processo. É de distribuição gratuita e disponível na internet.

Total
2
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese