O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Engenharia Eletrônica, tudo o que você precisa saber!

Tecnologia e inovação estão muito conectados com o curso de Engenharia Eletrônica, muitos dos avanços tecnológicos recentes se deram nessa área, sendo ela a área que viabiliza o desenvolvimento de outras engenharias por meio do desenvolvimento da eletrônica. Para ver um pouco sobre o desenvolvimento da eletrônica veja este artigo. E vem comigo conhecer um pouco mais sobre essa profissão.

Engenharia Elétrica x Engenharia Eletrônica

A eletrônica é uma das sub áreas da engenharia elétrica, onde pode-se dizer que abrange todas as áreas de conhecimento que tem relação com energia elétrica e seus usos, portanto desde uma usina geradora de energia, as linhas de transmissão, e seus posteriores usos com máquinas elétricas em indústrias, comércios ou residências. 

A engenharia eletrônica sendo parte disso também está nos mesmos meios, entretanto pode-se colocar mais especificamente onde tensões e correntes (termos que serão estudados em disciplinas como eletricidade básica) são baixas. E claro, existem áreas com sobreposição, aí que entra a eletrônica de potência, onde dispositivos/circuitos eletrônicos são utilizados para conversão de energia de diferentes formas. 

Circuito
Placa Eletrônica

Há cursos de engenharia elétrica no qual é possível escolher uma ênfase final no curso, a depender de disciplinas optativas que o aluno escolhe fazer, e as titulações variam com ênfase, em geração e distribuição, eletrotécnica, telecomunicações e eletrônica. Há outras possíveis a depender da universidade que o aluno escolher cursar.

O curso focado apenas em engenharia eletrônica, tem a vantagem de ser específico e trazer disciplinas focadas no desenvolvimento desse profissional voltado para área de eletrônica, mas também pode deixar de trazer conceitos e atribuições pelo conselho de classe que permitiriam esse profissional quando formado atuar em outras áreas também.

Quais locais um engenheiro eletrônico pode trabalhar?

Um dos principais trabalhos de um engenheiro eletrônico é o desenvolvimento de produtos, onde a eletrônica faz parte de tais produtos, portanto diferentes indústrias. Poderá trabalhar na indústria automotiva, com energia renovável, automação, robótica, máquinas e equipamentos, eletrodomésticos em geral, indústria de multimídia e informática. São diversos os campos de trabalho dentro dessa indústria. Fato é que o engenheiro poderá trabalhar tanto no projeto de Hardware que é a parte física, placas, circuitos e dispositivos. Tal qual no lado do software embarcado onde ele define a lógica de funcionamento dos dispositivos.

No campo de trabalho do engenheiro eletrônico em empresas maiores é comum haver a separação entre essas duas áreas o Software e o Hardware, mas também há empresas em que o mesmo engenheiro faz as duas funções, poupando a parte de integração, mas tendo mais trabalho para dominar diferentes ferramentas.

HARDWARE

O desenvolvimento de Hardware é onde os circuitos para cada uma das funções é projetado, portanto nessa parte é comum de se ter a parte do cálculos, para corrente, dissipação térmica, tensões máximas, distância de separação.

Calculos
Cálculos de probabilidade

Nessa área também são utilizadas ferramentas de simulação de circuito que permitem visualizar antecipadamente efeitos que só seriam possíveis depois de construídos protótipos. Disciplinas relacionadas com essa área e comuns em cursos de engenharia eletrônica são:

  • Circuitos Elétricos I & II;
  • Eletricidade básica;
  • Cálculos;
  • Eletrônica Analógica I & II;
  • Circuitos Digitais;
  • Instrumentação;
FIRMWARE

Quanto ao desenvolvimento de software para essa área, também conhecido como software embarcado, ou ainda firmware é onde o comportamento definido por requisitos do usuário será implementado. Como exemplo, quando determinado botão for pressionado o comando será para aumentar ou diminuir o volume. Normalmente este é gravado em um micro controlador, onde a execução desse software segue uma sequência que se repete várias vezes por segundo e é comum que sejam executados a 8 MHz ou mais, portanto 8 milhões de vezes em um segundo.

Exemplo de Software embarcado

A o tempo de execução das rotinas pode variar, e podem existir prioridades para execução de alguma tarefa baseado na ação do usuário ou na leitura de algum sensor que faz parte do sistema de aquisição, isso baseado em algo chamado de interrupção. Há mecanismos de reinício de atividade no caso de um travamento chamado de Watchdog. Disciplinas que estão relacionadas com essa área são:

  • Introdução a programação;
  • Microprocessadores I & II;
  • Sistemas Digitais;
  • Programação e controle de dispositivos;
  • Processamento digital de sinais;

Onde estudar Engenharia eletrônica

Algumas universidades no Brasil oferecem o curso de engenharia eletrônica, entre eles o ITA, com o primeiro curso do Brasil de 1951, já tendo formado portanto muitos profissionais, e neste caso mais um dos exemplos de atuação nas indústrias de fabricação de aviões, ou ainda veículos espaciais.  

Há ainda o IME oferecendo este curso também, onde a área de defesa também se beneficia dos conhecimentos desse profissional, para desenvolvimentos de captadores para antenas de transmissão de rádio, radares, eletrônica embarcada em veículos de combate ou ainda robôs para missões sem humanos.

Outras universidades que oferecem o curso de engenharia eletrônica ou elétrica com ênfase são UFSC, UNIPFeevaleUNB com ênfase e UFS. Essas não são as únicas universidades ou cursos com essas opções, se informe em locais próximos de sua residência.

Engenharia eletrônica é para você?

Essa é uma pergunta difícil de ser respondida, seja para este curso ou qualquer outro. Um aluno saindo do ensino médio normalmente não teve muitas experiências em campos como este. A menos que tenha feito cursos complementares como profissionalizantes ou cursos técnicos.

Essa área de engenharia é uma área complexa, mas que vale muito a pena ser estudada. Se há uma identificação do aluno com inovações, tecnologias novas, avanços na área de robótica e também na área de computação.

Fato é que haverá muito espaço no mercado de trabalho para esse profissional, pois das várias coisas que estão ao nosso redor no dia a dia, muitas delas tem algo de eletrônico nelas, e aí está a oportunidade para o profissional dessa área trabalhar com o desenvolvimento de tais produtos ou ainda prestar serviços de manutenção para os mesmos. 

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese