BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias
Engenheiro, você tem que problematizar

Engenheiro, você tem que problematizar!

Porque bocejamos quando alguém boceja? Sobreviveremos na Terra? Como desenvolver uma pesquisa?

Essas perguntas aleatórias possuem uma relação pois, de alguma forma, orientam a ciência a buscar explicações por meio de pesquisas. As perguntas nos permitem compreender o mundo e são formuladas devido a capacidade humana de perceber quando algo não vai bem, ou seja, problematizar uma situação. Pensamos e conhecemos quando problematizamos algo. Assim, fazemos ciência!

Se você, estudante da graduação, pós, mestrado ou doutorado, está perdido em relação à qual rumo dar a sua pesquisa, prefere lavar louça ou pintar a parede do quarto quando o assunto é artigo científico/ TCC, ou não sabe nem como começar o seu trabalho, segue a leitura pois vai te dar uma luz sobre como prosseguir nessa tarefa.

Por que problematizar?

Certamente, em algum momento da sua trajetória pessoal, você imaginou um cientista como um gênio louco no qual constrói coisas fantásticas ou, alguém que vive trancafiado em um laboratório realizando experimentos intermináveis para descobrir algo novo. Essas são apenas imagens cinematográficas na quais nos passam sobre os cientistas. Na verdade, são pessoas comuns, assim como eu e você, que aprenderam a buscar soluções para problemas refinados por uma especialização.

O Laboratório de Dexter Dublado Temporada Online - Animes Online
Quando criança, pensava que cientistas eram como o Dexter (entreguei minha idade, risos).

Entenda que a ciência se trata de uma especialização de algum pressuposto do conhecimento comum. Logo, fazer ciência se trata de um processo de desenvolvimento progressivo do senso comum. O ponto comum entre ambos está na tentativa de entender o mundo em prol da sobrevivência do ser humano, sendo que, nesse contexto, os saberes são originados a partir de problemas. Como exemplo, Marie Curie refinou o trabalho acerca da radioatividade (com base nas pesquisas de Henri Becquerel).

O pensamento começa com a formulação de um problema. Só faz ciência quem consegue identificar um problema com clareza.

Do mesmo modo que você identifica uma questão problemática no dia a dia (a partir da tomada de consciência de algo incoerente), a ciência se baseia na percepção e formulação de problemas originados por habilidades adquiridas no senso comum. A distinção ocorre no modo em que cada problema é tratado, já que a ciência requer procedimentos metódicos, sistemáticos e lógicos para responder a uma questão. Por fim, no meio científico e acadêmico, a formulação do problema recebe um nome especial, sendo problema de pesquisa.

O que é um problema de pesquisa?

Para ficar mais claro, pode-se entender o problema de pesquisa como as articulações e interações de diversos elementos nos quais resultem em uma problemática na qual não pode ser resolvida de modo subjetivo ou com simples especulações. Geralmente, um problema de pesquisa se baseia em pesquisas anteriores.

O problema de pesquisa é o desafio para o pesquisador, sendo esta a fase decisiva para o andamento do processo de pesquisa. Portanto, esse é o passo inicial para qualquer atividade, de modo que a trajetória do trabalho busque uma solução/ resposta para essa questão.

Basicamente, uma pesquisa é composta por:

  • Introdução;
  • Referencial teórico;
  • Materiais e métodos/ metodologia;
  • Resultados e discussão;
  • Conclusão/ Considerações finais;
  • Referências bibliográficas.

A questão de pesquisa deve ser apresentada na introdução, sendo aspecto chave para selecionar tudo o que será necessário para a realização do trabalho. Com isso, todos os esforços empreendidos em uma pesquisa precisam objetivar a busca da solução de um problema. Assim, as etapas finais do trabalho (resultados, discussão e conclusão) devem responder ao problema proposto, relatando se foi possível ou não esclarecê-lo.

Como formular um problema de pesquisa, afinal?

Fazer uma pesquisa científica significa colocar as ideias em ordem, sendo que tudo possui início com o problema de pesquisa na qual se trata de uma pergunta. Uma boa pesquisa requer uma boa pergunta! Pois, o sucesso da pesquisa está diretamente relacionado a resposta para o problema de pesquisa, no qual precisa ser claro, objetivo e coerente. É importante ter em mente que a solução faz parte do “lugar onde você quer chegar” e o problema é “onde você está”.

“Frequentemente, a formulação de um problema é mais essencial do que sua solução.”

Einstein

Essa pergunta será o norte do trabalho, auxiliando o pesquisador a ter uma ampla visão do que será pesquisado e qual o caminho seguir a fim de cumprir tal objetivo. Logo, quando você pensar em uma situação problema, foque energia em elaborar uma pergunta que descreva o que fora imaginado, uma vez que a pesquisa é regida, inteiramente, sob uma pergunta simples. Veja abaixo alguns pontos que podem te auxiliar nessa missão:

  • Uma boa revisão de literatura pode te auxiliar na percepção inicial de uma questão, selecionando tudo o que possa basear o seu trabalho. 
  • Discutir o tema com profissionais mais experientes na área de estudo.

Portanto, tudo começa com a formulação de um problema de pesquisa, uma simples pergunta. Por meio da questão de pesquisa, pode-se formular o objetivo geral e também específico do trabalho. Porém, isso fica como assunto para um próximo artigo, combinado?

Espero ter ajudado.

Grande abraço e até breve!!

Total
13
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!