BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Olá, você é Engenheiro Elétrico?

Esta pergunta incomoda bastante os profissionais. Vamos entender os motivos da dúvida

Certamente, você que é formado em Engenharia Elétrica já passou por isso algum dia, e quem esta estudando com certeza passará, o correto é Engenheiro Eletricista ou Engenheiro Elétrico? Neste artigo quero tentar sanar esta dúvida além de te mostrar quais as atividades que você pode exercer nesta Engenharia.

Primeiro vamos entender o que quer dizer cada uma destas denominações, e porque o termo engenheiro elétrico incomoda tanta gente.

Engenheiro Eletricista ou Engenheiro Elétrico?

Imagem de competição Engenheiro Elétrico versus Engenheiro Eletricista
Engenheiro Elétrico ou Eletricista – Fonte – O Autor

Normalmente, os bacharéis em Engenharia têm o mesmo nome do curso. Por exemplo: o curso de Engenharia Mecânica tem profissionais chamados Engenheiros Mecânicos; a Engenharia Química, prepara Engenheiros Químicos para o mercado, então, seguindo está lógica, a Engenharia Elétrica estaria preparando Engenheiros Elétricos?

Quando o bacharel em eletricidade é chamado de Engenheiro Elétrico já solta a piadinha “Elétrico são equipamentos ligados a energia…”, ou “Se eu fosse Engenheiro Elétrico, daria choque”. Isto porque, com a Resolução 473/02 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), apresenta a denominação do profissional como sendo Engenheiro Eletricista.

Trecho da Tabela de Títulos da Profissionais da Resolução 473/02 do CONFEA
Tabela de Títulos Profissionais – Fonts: Anexo da Resolução 473/02 CONFEA

Então, com base no CONFEA, o correto é ENGENHEIRO ELETRICISTA, este é o título que vem impresso na carteira profissional emitida pelos conselhos de classe. Porém, a utilização do termo Engenheiro Elétrico não é de todo errado, pois como em outras profissões é bastante comum utilizar o adjetivo da profissão para definir o profissional.

Engenheiro Eletricista faz o que?

Este profissional tem papel fundamental no desenvolvimento tecnológico mundial. Atualmente é quase impossível imaginar a vida sem eletricidade, já comentamos isso no artigo sobre  Engenharia de Manutenção em Subestações.

Como todo engenheiro, a principal função é promover soluções. Esta capacidade é adquirida através do desenvolvimento de habilidades e competências durante a graduação.

O mercado de trabalho do Engenheiro Eletricista é muito vasto, abrangendo desde a Geração da Energia Elétrica, passando pela Transmissão e Distribuição, e finalmente chegando ao consumidor final seja ele uma empresa, um comércio ou uma residência.

O compromisso de gerar soluções aumenta cada vez mais, conforme a evolução natural das tecnologias. Como exemplo, podemos citar a grande diversidade de sistemas de geração de energia limpa, o avanço nos sistemas de proteção de subestações, além do grande número de automações, tanto nas residências, quanto na industria.

Além disso, este profissional tem habilidade para:

  • Realizar e conduzir projetos nas diversas áreas;
  • Supervisionar instalação ;
  • Avaliar e especificar componentes;
  • Realizar gestão e planejamento de atividades;
  • Desenvolver soluções em todas as áreas de atuação;
  • Realizar inspeções e emitir laudos.

Para saber mais detalhes sobre a profissão você pode ler este artigo.

Dia do Engenheiro Eletricista

No dia 23 de Novembro, desde 2009, é comemorado o dia do Engenheiro Eletricista. A data foi escolhida em alusão a inauguração do Instituto Tecnológico de Itajubá em 1913. Esta instituição é considerada a primeira Universidade Federal Tecnológica do Brasil, e teve grande influência no desenvolvimento da profissão.

A comemoração foi instituída pela Lei Nº 12.074 foi instituída em 29 de outubro de 2009.

Imagem de por do sol, atrás de uma torre de transmissão
Torre de Transmissão – Foto: o Autor
Parabéns aos profissionais que mantém a energia do mundo!

Total
2
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!