O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Refrigeradores mais eficientes – Por quê isso é bom para você?

Muito se fala sobre eficiência energética e também sobre sustentabilidade, mas voltamos à definição das palavras para melhor entender alguns conceitos e como isso impacta a sua vida.

Eficiência po si é fazer mais com menos, não confundir com eficácia que essa significa cumprir com seu objetivo. Portanto se considerarmos que no mundo a primeira lei da termodinâmica permanece válida, onde há conservação de energia. Podemos expandir esse conceito para outros campos, abstraindo para entender o conceito de eficiência. 

Portanto, atualmente a energia elétrica é convertida em energia mecânica, que por consequência de um sistema de refrigeração remove calor de um ambiente isolado. Podendo refrigerar os compartimentos de um refrigerador, ambiente doméstico entre outros. Tudo isso seguindo a conservação de energia, onde uma forma de energia se transforma em outra.

Entretanto, no mundo nada é perfeito, existem as perdas, e elas são cruciais para fazer com que um sistema opere no seu melhor rendimento. Então, um caminho para aumentar a eficiência, é reduzir as perdas. 

No Brasil temos alguns organismos reguladores que estipulam metas de consumo energético dos equipamentos elétricos. São eles o Procel e Conpet, que foram abordados nesse artigo, sobre eficiência energética. 

Um ponto negativo quanto aos sistemas de etiquetagem e metas existentes hoje é que elas são antigas, datando 1985. E o mundo evolui muito rápido, com crescente adoção de novas tecnologias e também com demanda por mais equipamentos como refrigeradores.

Refrigerador Doméstico com porta aberta

Atualmente dificilmente alguém se vê sem um refrigerador e ou freezer em casa, para os mais variados fins, desde a comodidade de ter algo de fácil acesso para alimentação de maneira segura a conservação de alimentos por períodos prolongados e por conseguinte ter um refrigerador que para entregar seu benefício não gaste tanta energia é o melhor dos mundos.

Programa Brasileiro de Etiquetagem – PBE

O PBE é quem determina as regras para consumo de energia, e entendendo que os níveis de consumo atuais estão há muito ultrapassados novas regras foram definidas. O processo de implementação será feito em ondas, de modo que os fabricantes de eletrodomésticos possam se adaptar aos poucos as novas regras. No fim do ciclo entregar ao consumidor produtos ainda mais eficientes energeticamente. 

Novo selo Procel
Novo Selo Procel com indicativo do consumo energético

As regras foram definidas no ano anterior, mas estão a ponto de entrarem em vigor, onde a partir de 1° de Julho os equipamentos mais eficientes serão classificados com A +++ e demais atributos conforme pode ser visualizado na imagem acima, considerando que os níveis de consumo energético serão para o A+++ uma eficiência de até 30% em relação ao atual A; A++, indicando 20% a menos no consumo; e A+, com economia de 10%.

O objetivo inicial ao definir os refrigeradores como o primeiro item a ser coberto por essas novas regras é que esses equipamentos ficam ligados 24h por dia e 7 dias por semana, pois não são de uso sob demanda e sim de uso contínuo. 

Nota do Inmetro indica que o programa de redução do consumo energético foi feito em parceria com a indústria nacional, uma vez que a mesma atende a demanda de mais de 97% do mercado onde em 2020 foram vendidas 5.5 milhões de geladeiras.

De acordo com Danielle Assafin, analista do Inmetro “No processo de formulação da nova etiqueta, o Inmetro buscou articular as expectativas da sociedade para produtos mais eficientes com as possibilidades de a indústria incorporar as melhorias nos produtos e processos, conferindo sustentabilidade socioeconômica para a nova etiqueta”.

A mudança esperada para o mercado deve ser puxada pela indústria, que com inserção de produtos mais eficientes ajude a mudar a consciência do consumidor a optar por produtos melhores. Trazendo benefícios para si próprio e para todo o ecossistema de produção de energia e o país como um todo.

Conservação de energia
Ilustração do efeito da energia como a conservação da energia do pêndulo
Transformação contínua

Este é só o começo de uma mudança com ainda mais impactos para a sociedade no que tange a eficiência energética.  Os detalhes de todas as etapas dessa mudança podem ser vistos nessa matéria escrita pelo Inmetro. Em resumo a expectativa é que as classes de consumo passem por transformações onde o novo A, terá uma redução do consumo de energia em até 40% comparado com o atual. E a entrada em vigor é Dezembro de 2025. 

Dando sequência para as metas de redução de consumo em 2030 o esperado para redução de consumo é de até 61%. Todas as metas também são embasadas em programas atualmente vigentes em outros países e no U4E (United for Energy) das Nações Unidas. O Brasil por sempre ter abundância em geração de energia de fonte limpa (hidrelétricas) acaba entrando tardiamente no caminho de produtos mais eficientes. Porém o aumento da demanda de energia e crescimento populacional faz com que esse seja um movimento necessário.

Um olhar voltado para a engenharia nisso tudo, pode se dizer como iniciado esse texto. De que modo as empresas que desenvolvem tais refrigeradores poderão trabalhar, para fazer os mesmos mais eficientes? Dividindo o produto em partes, e avaliando a contribuição de cada uma delas na eficiência total, é possível então melhorar o sistema com um todo. A parte elétrica corresponderá pela eficiência do motor, dos circuitos eletrônicos.

O sistema mecânico que envolve todas as partes móveis e seus acoplamentos deve ser estudado, para reduzir atrito, melhorar transmissão de energia mecânica. Também a parte de refrigeração, que dependerá de uma boa troca de calor, portando um sistema de degelo automático é indispensável. Bem como uma boa vedação para não haver perdas térmicas com o ambiente.

Discussão de um projeto de engenharia

Portanto a melhor eficiência de um sistema como esse passará por vários testes e analises antes de ser implementada em produção. E de modo que não encareça a fabricação e também o produto final a ponto de ficar inviável.

Com certeza um trabalho de engenharia muito bem elaborado e envolvendo a cooperação de diferentes times!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese