BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Um engenheiro bem sucedido continua a ser um estudante para sempre!

Dificuldade nos estudos. Pouco tempo para estudar. Muito conteúdo para dar conta. Ser um bom profissional e estudante. Ficar atualizado nas novidades do mercado. O que fazer depois da faculdade. Essas são algumas das situações de todo estudante de engenharia/ engenheiro, entre outras.

A graduação é um momento excepcional na vida do indivíduo. No entanto, é muita coisa na cabeça do estudante de engenharia e, até mesmo, para os engenheiros formados e preocupados com o futuro profissional. Afinal, o diploma não garante futuro profissional, não é mesmo?

A fórmula para o sucesso é sabida desde 1925, quando um engenheiro escreveu uma carta para o seu filho graduando em engenharia. Siga a leitura para entender como ser bem sucedido durante e após a faculdade.

Carta de um engenheiro a seu filho

“Este período da sua vida é comumente chamado de vida de estudante. Isto é, de algumas maneiras, uma terminologia errada. Na realidade, seus dias de estudante estão apenas começando. Você está agora prestes a se tornar um estudante da vida real, e um engenheiro bem sucedido continua a ser um estudante para sempre.

Nos seus dias de faculdade, seus problemas foram dimensionados para o perfil de aluno; eles eram propostos para dar certo, e as respostas frequentemente eram encontradas ao final do livro texto.

Os problemas reais que lhe serão propostos agora nunca foram resolvidos antes; as respostas são desconhecidas. Você deverá se dimensionar para estes problemas. Alguns deles talvez você não consiga resolver, mas nunca admita isto até que você tenha esgotado todo e qualquer modo de solução.

Nos diversos laboratórios da faculdade você testou diversas amostras, corpos de provas, tanto do ponto de vista químico, físico ou de engenharia. Você agora irá testar espécimes de tamanho real e em troca, você irá se testar.

De forma especial, não menospreze este ponto. Você será submetido ao teste da acidez, o teste da resistência e do teste da fratura. Preste atenção para que você possa suportar eles todos.”

Como assim “ser um estudante para sempre”?

O profissional que visa o crescimento e a maturidade profissional precisa, constantemente, encarregar-se pela sua formação profissional e acadêmica. A luz da acelerada produção de conhecimento com a evolução da ciência e da tecnologia, espera-se que o profissional seja capaz de acompanhar esse dinamismo, de modo a se manter atualizado e dotado das informações e habilidades necessárias para exercer a sua profissão.

Por isso, é tão importante saber estudar com eficiência. Ato este no qual não é inato ao indivíduo, sendo, portanto, treinável. O estudo precisa ser encarado como um processo no qual possibilitará a integração de conhecimentos úteis à vida do estudante. Este trabalho visa oportunizar a construção de conhecimento sistemático e duradouro, bem como, a formação de uma postura crítica e coerente do indivíduo com o meio profissional.

O método de estudo

Para ser eficiente nos estudos, é necessário adotar um método de estudos. Algo que se encaixe na realidade do profissional ou estudante, que permita-o estudar e se manter em constante atualização, será fundamental para o seu desenvolvimento profissional.

Como forma de colaborar com a sua formação acadêmica, seja você um calouro, veterano, engenheiro formado ou pós-graduando do mestrado e doutorado, aqui, neste artigo, será exposto o método de estudo trabalhado por Walter Antônio Bazzo e Luiz Teixeira do Vale Pereira no livro “Introdução à Engenharia: conceitos, ferramentas e comportamentos”. Sobretudo, os autores ressaltam que não existe uma estratégia de estudo que exija pouco ou quase nenhum esforço do estudante.

É necessário dedicação exclusiva no momento de estudar. Com isso, o método apresentado no livro conta com três etapas: preparação, captação e processamento.

Preparação

A preparação consiste em condições básicas que viabilizam o estudo: a programação do tempo e a escolha do ambiente de estudo. Primeiramente, o planejamento do tempo precisa ser flexível e abordar as tarefas executáveis no período escolhido. Considere os espaços de tempo ocioso para estudar, ainda que sejam períodos curtos, e priorize o tempo de estudo extraclasse, caso esteja em algum curso, com a dosagem de tempo suficiente relacionada ao grau de dificuldade de cada disciplina.

Ainda que o tempo disponível para os estudos sejam 15 minutos por dia, estude. Ao final de um ano, serão cerca se 90 horas de estudos.

Assim, estudar no mesmo horário e local é um hábito que pode facilitar o aprendizado. Busque um local arejado, iluminado e silencioso. Mantenha o local organizado e tenha em mãos todo o material necessário para o seu estudo. Ainda, na preparação, lembre-se que bons resultados necessitam de tempo para serem alcançados, por meio de objetivos, tentativas, consistência e acertos.

Captação

A captação equivale à fase de construção do conhecimento. Trata-se de captar, internalizar e construir novos saberes, o passo inicial do estudo. Este passo conta com a iniciativa e o interesse do estudante em aprender alguma coisa, podendo ocorrer pela leitura, observação e, principalmente, na sala de aula. Para tirar melhor proveito do tempo em sala de aula ou de uma leitura, veja as dicas abaixo:

  • Dúvidas são lacunas de conhecimento e precisam ser sanadas;
  • Procure compreender a ideia central da explicação do professor ou do autor do livro;
  • Anote suas ideias para analisá-las posteriormente, de modo a estimular o processamento;
  • Busque estabelecer relações do conteúdo apresentado com assuntos prévios ao momento da aula;
  • Preste atenção em como solucionar problemas e pense em formas alternativas de fazer o mesmo.

Na engenharia, é muito comum que as questões sejam abordadas por meio de gráficos, tabelas e fórmulas. Saber lê-los traz mais fluidez para o momento de estudo. Por isso, quando for analisar um gráfico ou tabela, compreenda o significado deste item e qual a função desempenhada por cada variável envolvida. Depois, analise a relação entre as variáveis ou a evolução do fenômeno apresentado. Quanto às fórmulas, procure entender qual a relação entre a escrita matemática com a situação física real que é proposta.

Processamento

O processamento aborda a fixação do conhecimento e organização de forma sistemática. Esta etapa visa a aplicação do novo conhecimento sob diversos contextos, em um momento posterior ao primeiro contato com o conteúdo estudado (procedimentos complementares para a boa apropriação dos conteúdos).

Podem ser realizadas as revisões imediatas (após a aula ou leitura de um texto) e revisões globalizadoras (integração dos assuntos estudados). Quanto aos resumos, são entendidos como a reprodução do assunto de forma simplificada e esquematizada, com a extração das principais ideias do assunto.

No processamento, é fundamental que seja realizada a relação entre os conteúdos estudados, colocando-os sob linhas de raciocínio e contextos diversos. Trata-se de criar, a partir dos novos saberes, uma boa visão em conjunto dos assuntos e o respectivo encadeamento lógico.

Como último ponto a ser analisado, no entanto, não menos importante, é o descanso e tempo para lazer. Esses momentos precisam estar presentes no seu quadro de horários, sendo respeitados e vivenciados. O descanso é salutar ao processo de aprendizagem, como também, para o bem estar físico e mental.

Total
1
Shares
1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!