O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Vamos falar de sobrepesca?

A pesca excessiva é um grande desafio não somente local, mas global e ameaça a vida oceânica, os meios de subsistência e os frutos do mar para as gerações futuras. Se você não conhece ou nunca leu sobre esse termo, então vem comigo que este artigo é um resumo de forma simples da sobrepesca para você.

Mas afinal, o que é sobrepesca?

Quando muitos organismos aquáticos são capturados e não há adultos suficientes para se reproduzir e sustentar uma população saudável, o estoque se torna sobrepescado (veja o vídeo didático a seguir).

Fatos de sobrepesca

De acordo com o relatório 2020 State of World Fisheries and Aquaculture (SOFIA) da FAO das Nações Unidas:

  • Mais de um terço (34,2%) dos estoques de peixes foram pescados além dos limites sustentáveis.
  • Houve um aumento de 14% na produção global de pesca de captura de 1990 a 2017.
  • Um terço da pesca global de frutos do mar é desperdiçado ao longo da cadeia de suprimentos e isso aumenta para metade em partes mais ricas do mundo, como a região da Oceania.
  • Em geral, as pescarias geridas de forma intensiva registaram diminuições na pressão média de pesca e aumentos na biomassa das unidades populacionais, com algumas atingindo níveis biologicamente sustentáveis.
  • As unidades populacionais subexploradas e pescadas de forma sustentável aumentaram em 2017 pela primeira vez devido, em parte, à melhor implementação das medidas de gestão.

No gráfico a seguir você pode observar o estado dos estoques marinhos de 1974 a 2017.

Tendências globais do estado dos estoques de peixes marinhos de 1974 a 2017. Fonte: FAO (2020).

Mas quais são os efeitos da pesca excessiva?

Quando a pesca excessiva acontece, as populações de peixes diminuem e seus principais efeitos podem ser:

  • Os estoques de peixes entram em colapso e podem levar décadas para recuperar meios de subsistência, comunidades e segurança alimentar ameaçadores;
  • O preço do peixe pode aumentar à medida que a oferta cai e a demanda continua a aumentar;
  • A pesca pode se tornar mais difícil e menos eficiente;
  • Quando uma espécie de peixe é removida de um ecossistema, pode levar ao colapso do ecossistema;
  • A demanda de proteína muda para outras partes do oceano ou terra, pressionando outros sistemas alimentares.

E as principais causas dessa pesca?

Quando muitos barcos perseguem poucos peixes, pode haver uma situação de sobrepesca. Isso pode ser devido ao lucro de curto prazo ou devido à falta de dados e previsão. Então se não soubermos quantos peixes existem e quantos estão sendo capturados, é muito difícil saber o quão saudável é um estoque de peixes. Assim, a pesca ilegal e não declarada é uma das razões para isso.

As principais causas da sobrepesca incluem:

  • Pegando peixes a uma taxa que é mais rápida do que eles podem se reproduzir;
  • Não saber quantos peixes foram capturados, como pesca ilegal, não declarada ou não regulamentada;
  • Pegando peixes juvenis que ainda não se reproduziram;
  • Curto prazo – estar muito focado em lucros de curto prazo e não pensar no futuro.

É importante lembrar que qualquer tipo de pesca pode contribuir para a sobrepesca. Muitas vezes a sobrepesca está associada à pesca comercial, mas também pode ser devido a outras formas de pesca, como a pesca recreativa.

Mas temos soluções?

As soluções para a sobrepesca incluem:

  • Práticas de pesca sustentáveis;
  • Regulamento do governo;
  • Remoção de subsídios prejudiciais à pesca;
  • Redução de bycatch;
  • Áreas marinhas protegidas;
  • Aquicultura responsável;
  • Combate ao desperdício alimentar.

Siga o Instagram @ivanilsonsnts para mais conteúdo e conheça mais sobre a Engenharia de Pesca aqui.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese