O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Como investir sem ser influenciado por transações bilionárias?

Para seus investimentos não serem influenciados por transações bilionárias, mantenha-se firme nos seus princípios que norteiam suas decisões como investidor.

Nesta era da informação e das redes sociais que vivemos atualmente, notícias são divulgadas em tempo real para todos os cantos do planeta. Da mesma forma, no vasto mundo dos investimentos não é diferente, está cada vez mais comum recebermos notícias relevantes sobre investimentos.

Várias destas notícias são relacionadas a grandes transações nas bolsas de valores ao redor do mundo, de grandes investidores bilionários conhecidos. Estas transações influenciam nas ações de grandes empresas nas mais diversas áreas do mercado.

Nasdaq, é o segundo maior mercado de ações em capitalização de mercado do mundo, depois da Bolsa de Nova York. Onde são negociadas as ações do Twitter.
Fonte: Pixabay, 2022.

Como exemplo de notícia, recentemente foi divulgado que o homem mais rico do mundo, Elon Musk, revelou que possui uma fatia de mais de 9% da empresa Twitter (TWTR34).

O empresário multibilionário, visionário, proprietário da Tesla e da Space X, com uma fortuna estimada em cerca de US$ 219 bilhões (de acordo com ranking da revista norte-americana Forbes divulgado no dia 5 de abril de 2022).

Esta participação do Elon Musk no Twitter representa mais de 73 milhões de ações da empresa, correspondendo a aproximadamente US$ 2,9 bilhões, com base no fechamento do mercado do dia 1º de abril de 2022.

A revelação de Musk se deu no dia 4 de abril e este “simples” anúncio foi capaz de valorizar as ações do Twitter em mais de 25% em um único dia. Aquele conhecido como o homem mais rico do mundo, com mais de 80 milhões de seguidores na rede social, revela que também é o maior acionista desta rede social.

Porém, este foi apenas mais uma notícia sobre uma transação bilionária que alterou o mercado de ações, já tivemos muitas outras e com certeza não será a última.

Twitter é uma rede social e um serviço de microblog, que permite aos usuários enviar e receber atualizações pessoais de outros contatos, por meio do website do serviço, por SMS e por softwares específicos de gerenciamento.
Fonte: Pixabay, 2022.

Então, se você pensou que este tipo de notícia poderia influenciar seus investimentos, pensou certo.

Portanto, como investir sem ser influenciado por transações bilionárias como esta?

Antes de responder esta pergunta é necessário responder outras perguntas sobre seus investimentos, como:

  • Qual é o objetivo para cada quantia que deseja investir?
  • Por quanto tempo o valor aplicado permanecerá investido?
  • Qual é seu perfil de risco?
Seus objetivos para os investimentos precisam ser muito bem definidos, claros, mensuráveis.
Fonte: Freepik, 2022.

Qual é o objetivo para cada quantia que deseja investir?

Em primeiro lugar, você precisa definir o objetivo para aquele investimento, ou seja, qual é o motivo daquele investimento, como aquele valor será utilizado no futuro.

Em outras palavras, liste seus objetivos e decida qual valor será aplicado para cada um. Existindo mais objetivos do que sua capacidade de poupar, eleja os mais importantes ou prioritários para você.

Os objetivos podem ser gerais como, por exemplo:

  • Independência Financeira;
  • Aposentadoria.

Ou objetivos mais específicos como:

  • comprar a casa própria;
  • comprar um carro;
  • realizar uma viagem;
  • fazer um curso.
É necessário definir os prazos dos investimentos, em quanto tempo deseja-se resgatar o valor investido.
Fonte: Pixabay, 2022.

Por quanto tempo o valor aplicado permanecerá investido?

Posteriormente, para cada objetivo, o tempo para realizar o objetivo também precisa estar muito claro e definido.

Ou seja, o prazo para resgatar também ajudará muito na escolha do investimento mais adequado, pois este tempo influenciará muitas vezes na tributação e na rentabilidade.

Dependendo do perfil de investidor, do perfil de risco de cada um, estará exposto a listas diferentes de investimentos disponíveis.
Fonte: Unsplash, 2022.

Qual é seu perfil de risco?

Nunca se esqueça, normalmente, quanto maior a rentabilidade estimada, maiores serão os riscos envolvidos.

Desta forma, sempre compare as rentabilidades estimadas com a média do mercado, desconfie de promessas boas demais, milagres não existem no mundo do mercado financeiro.

Aquele investidor que decide correr maiores riscos precisa evitar que a parte mais representativa de seu patrimônio esteja exposta nos investimentos de maiores riscos.

O mais importante, a decisão precisa sempre ser consciente e racional de forma a se preparar para que maiores perdas não provoquem grandes danos ao patrimônio.

Esclarecendo estes pontos, descubra qual é seu perfil de risco:

  • Conservador: prefere aceitar rentabilidades menores porque privilegia a segurança e a redução do risco de perdas (Exemplos: Tesouro Direto, Fundos de Renda Fixa, Fundos SELIC, LCA, LCI, CDB);
  • Moderado: está em busca do equilíbrio entre rentabilidade e segurança, disposto a buscar rendimentos um pouco melhores sem se expor aos maiores riscos (Exemplos: Debêntures, Fundos de Ações, Fundos Multimercados, Fundos Imobiliários);
  • Arrojado ou Agressivo: sua prioridade é atingir altos rendimentos, mesmo que para isso seus investimentos fiquem expostos aos maiores riscos, pois é capaz de resistir a eventuais maiores perdas (Exemplos: Ações, Fundos de investimento no exterior, Criptomoedas).

Como resultado, com o conhecimento de qual é seu perfil de risco e seus objetivos e prazos muito bem definidos, poderá analisar quais investimentos estão disponíveis no mercado e escolher aqueles que melhor se adequam a sua realidade e seus desejos.

Apenas não se esqueça, uma boa definição de objetivos precisa conter além da definição do motivo do investimento, também uma data exata para o resgate e o valor esperado.

Depois de definidos: objetivos, prazos, perfil, valores dos investimentos, ficamos muito próximos de investir sem ser influenciado por transações bilionárias.
Fonte: Pexels, 2022.

OK, objetivos, prazos, perfil, valores definidos, como investir sem ser influenciado por transações bilionárias que periodicamente ocorrem no mercado?

Primeiro, não se esqueça que, tanto no curto prazo quanto no longo, seus investimentos estarão destinados para financiar seus planos no futuro.

Consequentemente, conforme os cenários: político, econômico, tributário, entre outros se alterarem, seus planos também precisarão se adaptar com possíveis alterações na “rota”.

Além disso, para garantir que seus objetivos sejam atingidos, regularmente acompanhe o desempenho de suas aplicações.

Em outras palavras, mantenha-se informado, de tempos em tempos reavalie suas decisões para verificar se continuam coerentes com seus planos, o cenário atual e seus objetivos.

Como resultado, complementando todos os itens abordados e finalizando com o principal ponto para responder à pergunta de como investir sem ser influenciado por transações bilionárias:

Para enfim não ser influenciado por transações bilionárias, precisamos definir alguns princípios que nortearão nossas decisões nos investimentos.
Fonte: Pexels, 2022.

Princípios que nortearão suas decisões como investidor

$ Acima de tudo, é essencial que todo investidor tenha desde o início alguns princípios que nortearão suas decisões, parâmetros basilares que sempre serão levados em consideração, independente das mudanças de cenário ao longo do tempo ou de variações de curto prazo, volatilidades que poderiam erroneamente alterar seus planos, como, por exemplo:

  1. Respeitarei meu perfil de risco, meu perfil de investidor limitará quais tipos de investimentos entrarão no meu “radar” de opções;
  2. Definirei qual será a configuração de carteira de investimentos que vou perseguir, defini que não terei mais de 30%, por exemplo, de ativos de renda variável, perseguirei esta configuração, balanceando minha carteira sempre que for necessário;
  3. Antes de investir manterei pelo menos parcialmente minha reserva de emergência, o risco de eventos imprevistos no presente não pode prejudicar meus planos para o futuro;
  4. Receberei informações periódicas sobre investimentos e cenários relacionados, porém, minhas decisões estarão sempre pautadas em análises racionais de acordo com meus planos, evitando assim que decida movido ao “efeito manada” de um determinado ativo;
  5. Para investimentos em ações, por exemplo, me manterei fiel aos parâmetros mínimos que defini para decidir se invisto em uma empresa, como:
  • Empresas com crescimento da Receita Líquida em mais de 10% nos últimos 5 anos;
  • Com ROIC (Retorno sobre o capital investido) maiores que 10%;
  • Com ROE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido) maiores que 15%; entre outros.
Twitter é uma rede social e um serviço de microblog, que permite aos usuários enviar e receber atualizações pessoais de outros contatos, por meio do website do serviço, por SMS e por softwares específicos de gerenciamento.
Fonte: Pixabay, 2022.

Em suma, estes princípios serão capazes de te ajudar a investir sem ser influenciado por transações bilionárias

Seguindo estes princípios, independente do que apareça no decorrer do tempo, ou seja, mesmo que um bilionário como Elon Musk anuncie que é o maior acionista do Twitter.

Em outras palavras, se antes para mim o Twitter não era uma empresa que se encaixava nos meus princípios para investir, não vou comprar ações do Twitter agora devido a esta notícia. Para resumir, me mantendo firme nestes casos, não serei influenciado por situações externas ao meu universo de investidor com princípios bem definidos.

Total
3
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese