BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Aquicultura 4.0: A revolução tecnológica no campo

Definitivamente, estamos na era da tecnologia. O surgimento dessa era está em linha com as tendências de diversos setores que buscam conectividade e inovação tecnológica. Venha comigo para entender os conceitos e benefícios da Aquicultura 4.0.

Introdução

Acima de tudo, devemos lembrar que a aquicultura é considerada a indústria de alimentos que mais cresceu nos últimos 50 anos. De acordo com dados da FAO (2020), a indústria está produzindo cerca de 179 milhões de toneladas, e estima-se que a produção aumentará para 20 milhões de toneladas até 2030. Porém, os profissionais que atuam na área precisam estar preparados para a alta demanda. A aquicultura 4.0 foi criada para atender às necessidades da demanda de produção.

Aquicultura
Imagem adaptada do livro: Aquicultura no Brasil: Novas Perspectivas

Como surgiu o conceito

O conceito 4.0 – Quarta Revolução industrial – um planejamento do governo alemão, com o objetivo de inovações tecnológicas que mudariam o mundo e modelar industrias no futuro.

Em primeiro lugar, para compreendermos melhor o conceito é preciso voltarmos alguns anos atrás nas aulas de histórias, onde era abordado as três revoluções industriais.

Primeira Revolução industrial: Em 1784, invenção da produção mecânica desenvolvida por água e vapor.

Segunda Revolução Industrial: Em 1870, difusão da produção em massa fundamentada na eletricidade.

Terceira Revolução Industrial: Em 1969, era da automação e robótica, com suporte da informática.

Quarta Revolução Industrial: Atualmente, robôs autônomos, realidade aumentada, computação em nuvem, cibersegurança e internet das coisas.

O alemão Klaus Schawab, desenvolvedor da ideia descreve: “Estamos à beira de uma revolução tecnológica que modificará a forma que vivemos, trabalhamos e nos relacionamos”.

E de fato, isso está mudando, porque essa mudança está acontecendo em todas as áreas.

Aquicultura 4.0

A aquicultura 4.0 surgirá inevitavelmente devido à necessidade de melhorias. Segundo dados da FAO (2020), a aquicultura atingiu aproximadamente 179 milhões de toneladas de peixes e 156 milhões de toneladas de consumo humano em 2018. Além disso, o mercado precisa de mudanças que levem à consciência técnica, social e ambiental, visando a segurança alimentar das próximas décadas.

Aquicultura 4.0 não perde a essência, ela agrupa tecnologia, conhecimento cientifico e um produto de qualidade para o consumidor final, visando o bem-estar dos organismos aquáticos e se preocupando com os impactos na natureza. Em suma, a nova revolução visa otimizar a produção, aumentar a produtividade, expandir mercados e atingir níveis inexplorados.

Para o seu interesse, o mercado já oferece aplicativos que auxiliam no monitoramento do desempenho da produtividade e na realização de cálculos parciais, entre outras tecnologias.

Esses novos sistemas simplificam e otimizam a vida dos produtores, podendo utilizar tecnologias inovadoras para utilizar um mapa completo da área aquícola para analisar as condições desfavoráveis ​​para a produção futura, e aumentar os dados de produtividade.

Vantagens da aquicultura 4.0

Fonte: Designed by vectorjuice / Freepik

Automação

Uma das inovações da aquicultura 4.0 é a automação dos processos, que é desenvolvida por técnicas computadorizas ou até mesmo mecânicas. Muitos produtores já utilizam são os alimentadores automáticos, onde é feito programação com horários pré-determinados e liberando a ração, sem necessidade da mão de obra.

Gerenciamento

Em segundo lugar, não basta ter apenas as informações, mas saber organiza-las é crucial para se obter um melhoramento e controle do negócio. Um bom gerenciamento é capaz de reduzir custos, estoques, mão de obra e investimentos desnecessários.

Existem softwares que auxilia no planejamento e controle, todos sendo disponibilizada em aplicativos que podem ser acessados de qualquer lugar, com smarthphone, computador ou tablet.

Desenvolvimento científico

Cientistas desenvolveram sequenciamento do genoma de peixes. Com isso, é possível uma interpretação mais detalhada do DNA, para analisar os genes que afetam os aspectos produtivo e qualidade do produto.

Rastreabilidade do produto

Com a rastreabilidade do produto é possível detectar a origem e o processo do produto, por exemplo, através se QR Codes nas embalagens. Não apenas beneficiando o consumidor com garantia de origem dos produtos, mas também aos produtores, eliminando papéis, disponibilizando acesso aos dados atualizados e eliminando erros.

Sistema de cultivo Offshore

Por fim, o sistema Offshore também conhecido como aquicultura no oceano, é tipo de cultivo é voltado para uma aquicultura sustentável. Envolve o cultivo de organismos aquáticos distantes da costa marinha.

O que precisa ser feito para atingir todos os produtores

Certamente devido à carência de tecnologia nessa área no Brasil, é necessário investir em uma infraestrutura de conectividade virtual para poder utilizar softwares que requeiram conectividade. Com propriedades conectadas, a tecnologia já está disponível e uma gestão eficiente alcançará bons resultados em um futuro próximo.

Em conclusão, essas inovações estão se tornando uma tendência e crescendo em popularidade e, com a proliferação da tecnologia, há cada vez mais opções para melhorar a produção. E você já apostou em alguma dessas tecnologias?

Acompanhe mais sobre engenharia da aquicultura no Instagram, siga @estudandoaquicultura.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!