BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias
TRAGÉDIA

Temporal em Petrópolis: tragédia que deixa 35 mortos

Em 2011 a região serrana virava notícia nacionalmente por grandes temporais e deslizamentos. E essa tragédia volta a se repetir.

Primeiramente, a região serrana do estado do Rio de Janeiro é bem conhecida por conta de catástrofes. Em 2011, esse local passou por uma das maiores tragédias já registradas no país, onde oficialmente foram registradas 1000 mortes por conta de fortes chuvas na região. Bom, infelizmente 10 anos depois algo parecido se repete, vem comigo que eu te explico.

Reprodução: vídeo gravado por moradores

O pânico se repete

A princípio, uma enorme chuva atingiu a região nessa terça-feira (15), provocando diversos alagamentos e deslizamentos no município de Petrópolis. As imagens compartilhadas pelos moradores são extremamente chocantes e desesperadoras. Segundo autoridades, pelo 35 pessoas morrer, mas ainda não há um número certo de desaparecidos. A busca por sobreviventes foi intensa nessa madrugada de quarta-feira (16) e a prefeitura decretou estado de calamidade pública.

“A cidade se encontra devastada, neste momento, um passivo do ponto de vista estrutural gigantesco. Uma situação muito difícil. Petrópolis já tinha sido vítima de muita chuva no mês de janeiro e agora veio essa chuva maior”

palavras do prefeito Rubens Bomtempo em entrevista ao 1º Jornal. 
Imagens gravadas por moradores

Apoio aos moradores

Vale lembrar, que a prefeitura abriu centros de apoio para atender as pessoas que vivem em áreas de risco e tiveram que abandonar suas casas. Esses locais de acolhimento, estão localizados em escolas públicas da cidade que não foram atingidas. É importante lembrar que com a situação caótica devido a grande quantidade de lama e escombros, está até complicado fazer o suporte para a população e resgates.

tragédia
Reprodução: G1

Há previsão de mais chuvas?

É importante lembrar que, na terça-feira houve 260 milímetros de chuva em cerca de 6 horas. Algo que as autoridades não esperavam menos até para o mês de fevereiro inteiro.

Segundo a defesa civil, ainda há previsão de chuvas fracas a moderadas na região a qualquer momento. Portanto, há a orientação de que a população permaneça atenta aos informes e atualizações.

TRAGÉDIA
Reprodução: G1

Aprendizados com a tragédia de 2011

Em 2011 a região serrana estava nos holofotes dos canais de notícias, com uma das maiores tragédias já registradas no país. O local tem um histórico de chuvas fortes em determinados períodos do ano e a cidade por estar envolta de morros, está mais propicia a deslizamentos. Um sistema de sirenes existe no local, para avisar aos moradores em caso de situações de risco eminente. Porém, segundo informações ainda em 2022, existiam mais de 200 locais decretados como área de risco.

tragédia
Reprodução: G1
Total
1
Shares
1 comentário
  1. Infelizmente, passados 10 anos do evento trágico de 2011, as fragilidades não foram tratadas pelo poder público e as pessoas mais carentes continuaram expostas, a ponto de uma nova tragédia se configurar.
    Como será daqui a 10 anos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!