O melhor das engenharias
BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Qual a importância da educação inclusiva e como promovê-la?

A educação é mais do que algo necessário, é um direito de todos, mas infelizmente no Brasil muitas vezes a educação é tratada como algo opcional, ou mesmo um tipo de privilégio para poucos.

É fácil apontar isso quando se vive em um Brasil que tem 11 milhões de analfabetos. Mas acredite, esse é um problema que vai muito além da educação regular que temos, e passa também pela educação de pessoas com necessidades especiais. 

Podemos dizer que no Brasil existe uma maneira errada de se interpretar a forma com que pessoas com necessidades especiais precisam ser educadas.

Esse é um tipo de assunto que é tratado por muitas pessoas ainda sem o entendimento correto de como isso deve ser feito, e por isso é importante que todos entendam o que é e também qual a importância da educação inclusiva.

Esse pode ser um termo novo para você, afinal, por aqui falamos muito sobre a educação especial e da educação regular, e tratamos as duas coisas distantes uma das outras. 

Agimos como se as pessoas com necessidades especiais precisassem de um nível de atenção separado do resto da sociedade, e acabamos praticamente segregando grupos. 

Porém, existem outros meios de cuidar para que a educação de pessoas com mais necessidade seja próxima da sociedade como um todo, e que dessa forma ela tenha uma convivência maior com pessoas, de forma mais inclusiva social e culturalmente.

Tudo isso através da chamada educação inclusiva, que vai ser o nosso assunto de hoje.

Afinal, o que é educação inclusiva?

importância da educação inclusiva
importância da educação inclusiva / imagem via pixabay

Pessoas com necessidades especiais precisam estar dentro de uma mente sociável assim como qualquer outra pessoa. E quando se é novo, o primeiro ambiente do tipo que temos, é a escola. A escola é onde as crianças vão ser educadas, mas é também o ambiente onde elas vão conhecer pessoas, conviver com pessoas, criar laços e amizades.

Inclusive, um dos piores males que ficar em casa fez durante a pandemia, foi justamente provar as crianças discos. Claro que isso foi necessário para a segurança de todos, mas certamente gerou um preço a ser pago.

E quando falamos sobre a importância da educação inclusiva, tendemos a imaginar instituições de ensino próprias para essas pessoas, ou mesmo formas de educar essas pessoas de forma individual, com aulas particulares.

Isso é o que chamamos de educação especial, e para muitos profissionais da educação, é a forma errada de seguir com a educação dessas pessoas.

Isso porque pessoas com essas necessidades também precisam passar pelo processo de evolução social, algo que só pode acontecer se eles estão incluídos na sociedade e como dissemos, em certo ponto esse é um papel exercido pelo convicto escolar.

Tirar essas pessoas desse ambiente, é fazer com que elas convivam isoladas, e com isso tenham mais dificuldade com questões sociais, talvez sendo mais tímida, e talvez não sabendo lidar com questões sociais complexas a longo prazo. 

E a ideia da educação inclusiva é justamente acabar com esse tipo de diferença e afastamento social que fazem das pessoas com necessidades especiais das pessoas que só precisam da educação regular.

Como aplicar inclusão na educação?

Primeiro de tudo, precisamos deixar claro que adaptações vão precisar ser feitas, a nível estrutural e a nível humano também. Estamos falando de professores fazendo, por exemplo, um curso de educação inclusiva, fazendo assim uma mudança geral necessária.

Porque como o nome já diz, pessoas com necessidades especiais precisam de algumas coisas específicas para poderem se sentir confortáveis. E isso não pode ser uma barreira, isso não pode ser o único motivo de retirarmos as pessoas do convívio social.

Como dissemos antes, a educação é um direito de todos, e como direito faz parte da obrigação do estado e das instituições de ensino em geral fazerem com que o ambiente seja sustentável para todos.

Inclusão é justamente sobre isso, sobre fazer com que todos estejam incluídos dentro daquele meio, dentro daquela realidade. 

Isso faz com que o aprendizado seja mútuo, já que os alunos regulares também precisam estar envolvidos em uma realidade onde eles ensinam pessoas com necessidades especiais.

Se a escola acaba sendo a primeira experiência de sociedade de uma criança, ela precisa estar por perto de tudo o que a sociedade vai mostrar para ela na vida adulta, e pessoas com necessidades especiais fazem parte disso.

Dessa forma, todos aprendem juntos, todos entendem as necessidades, limites e realidades um dos outros, e todos acabam se tornando seres humanos melhores.

Em resumo, podemos afirmar que a importância da educação inclusiva, sendo um direito de todos, é parte da formação de pessoas não só no meio acadêmico, mas também na nossa sociedade, e é o primeiro passo para que tenhamos mais tolerância, mais empatia e mais entendimento um sobre o outro.

Total
3
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese