BDE News

Assine a nossa newsletter

Digite o seu e-mail para receber a nossa newsletter.

Não se preocupe, não fazemos SPAM
Categorias

Cronograma de estudos: como criar um eficaz na sua rotina?

Não importa se você estuda engenharia, direito, medicina, ou mesmo em uma escola de idiomas – como uma escola de francês –, se está na escola, faculdade, ou se está se preparando para qualquer tipo de prova, criar um cronograma de estudos é essencial.  Muitos alunos bem-sucedidos planejam e seguem um cronograma de estudo de rotina para se manterem atualizados em seus cursos. 

No entanto, se você nunca planejou ou seguiu um cronograma de estudos antes, pode ser complicado saber como estruturar esse cronograma de estudos para otimizar seu tempo.  Porém existem algumas estratégias importantes que podem te ajudar com isso. Ao colocá-las em prática, você estará no caminho certo para desenvolver ótimos hábitos de estudo. 

Continue a leitura e confira algumas dicas para que você consiga criar e manter um cronograma de estudos eficaz! Boa leitura! 

Dicas importantes para criar um cronograma de estudos

cronograma de estudos
Imagem via Pixabay

Sem mais delongas, aqui está a nossa lista com algumas dicas muito importantes quando se trata em criar e seguir um cronograma eficaz de estudos. 

1. Estabeleça objetivos

O cronograma de estudo ideal é claro e preciso, não deixando espaço para ambiguidades. Com muita frequência, os alunos confiam em instruções vagas quando constroem seu cronograma de estudo pela primeira vez.

Como exemplo hipotético, digamos que você coloque “estudo para o exame de química” em seu planejador de estudos. Essa afirmação pode ser um começo sólido, mas você pode melhorá-la.

Por um lado, você deve listar as etapas específicas e acionáveis ​​​​que você tomará durante essa sessão de estudo específica. Por exemplo, em vez de escrever “estudo para o exame de química”, seria melhor escrever “problemas completos do guia de estudo do exame para química e revisar o conjunto de flashcards”. 

Esses objetivos de estudo precisos orientarão seus estudos na direção certa. Infelizmente, é muito fácil desperdiçar seu tempo de estudo quando você não tem um objetivo definido em mente antes da sessão.

2. Estude por 112 minutos, descanse por 26 minutos

Não é ideal para você estudar por horas sem pausas na noite anterior ao exame. Em vez disso, é muito melhor dividir seu estudo em seções menores e mais gerenciáveis ​​para que você possa reter as informações.

De acordo com os estudos mais recentes, aqueles que estão no top 10% de produtividade trabalham por 112 minutos, seguidos imediatamente por 26 minutos de descanso. O cronograma de estudos não deve passar muito disso.

Você deve considerar fortemente adaptar a duração de suas sessões de estudo para se adequar a esse modelo. Ao estudar por mais ou menos tempo do que esta diretriz, você pode não obter tudo o que poderia de suas sessões de estudo.

Tenha em mente que o estudante do ensino médio estuda em média 6 horas e 48 minutos por semana. Por outro lado, o estudante universitário típico estuda 14 horas e 30 minutos por semana.

Essa discrepância faz sentido, pois os estudantes universitários dedicam menos tempo às aulas formais e mais tempo ao estudo independente. Em resumo, seria melhor se você construísse seu cronograma de estudos para atingir a média semanal de tempo de estudo que pertence ao seu nível educacional.

Mas, claro, cada aluno tem suas preferências de estudo. Portanto, não tenha medo de mudar a frequência e a duração de suas sessões semanais de estudo! 

3. Utilize momentos ao longo do dia

Os alunos muitas vezes relatam que um dos maiores impedimentos para estudar é a falta de tempo. Como estudante, pode ser um desafio conciliar seu tempo entre escola, atividades extracurriculares, trabalho, família, amigos e outros compromissos.

Se você sente constantemente que não tem tempo para estudar, precisa aproveitar os momentos ao longo do dia, por exemplo:

  • Tempo de viagem;
  • Hora do almoço;
  • Aquele tempinho antes de dormir;
  • O tempo antes do início das aulas;
  • Tempo após o término das aulas.

Os alunos muitas vezes não acreditam que vale a pena estudar durante esses breves intervalos entre as aulas. No entanto, você pode acumular uma quantidade considerável de tempo de estudo se optar por aproveitar essas pequenas pausas.

Por exemplo, você pode ouvir gravações de palestras em seu trajeto para a escola. Além disso, você pode ir para uma sala de aula e trabalhar em algumas pequenas tarefas em vez de vagar pelos corredores antes da escola. 

Finalmente, você pode examinar suas anotações enquanto come para obter uma breve atualização do material da aula durante a hora do almoço.

Últimas considerações

Não importa o que você está estudando, de cursos de idiomas a provas da universidade, é fundamental saber como criar um cronograma de estudos eficaz. 

No entanto, é muito importante ter em mente que você precisa encontrar a melhor solução para você. Pode ser que você prefira fazer anotações, mas pode ser que prefira escutar instruções. 

Portanto, dedique-se para criar o seu cronograma de acordo com as suas necessidades! 

Veja mais conteúdos como este:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas
pt_BRPortuguese

WORKSHOP ENGENHEIRO PERITO

Conheça o método que engenheiros de todo o Brasil estão usando para trabalhar na justiça recebendo de R$4.375,00 á R$11.547,00.
Sem prestar concurso público!

Fique tranquilo, não enviamos spam!